Polícia Militar recebe quase 1,7 mil novas viaturas

Capital ficará com 680 veículos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Por Flávia Albuquerque

(Governo do Estado de São Paulo/Reprodução)

O governo de São Paulo entregou hoje (2) mais de 1.674 viaturas para a Polícia Militar do estado. São 1.226 carros dos modelos Spin e Trailblazer, 300 motocicletas e 148 Bases Comunitárias Móveis, que vão reforçar o policiamento preventivo e ostensivo em todo o território paulista. A capital recebeu 680 viaturas, com 498 carros dos modelos Spin e Trailblazer, 132 motocicletas e 50 Bases Comunitárias Móveis.

Os veículos entregues são brancos e têm nova identidade visual, baseada em modelos internacionais, com menos desenhos, o que reduz os valores para aquisição e manutenção, permitindo substituição rápida quando necessário. “Não é mais pintura, é adesivagem, como faz a polícia americana. Isso torna mais fácil a recuperação dos veículos diante de qualquer acidente. Com isso, ganhamos cerca de dois dias no tempo de recuperação”, disse o governador de São Paulo, João Doria, durante a cerimônia de entrega dos carros.

Para aquisição dos veículos, foram investidos cerca de R$ 122,9 milhões, além de 62 viaturas já entregues ao Corpo de Bombeiros ao custo de R$ 14,8 milhões. “Já temos os melhores índices de segurança do país. Precisamos investir na sensação de segurança. E, para que isso ocorra, é necessária a presença dos policiais, com os automóveis, as motocicletas, as bases comunitárias e as bicicletas elétricas. É isso que faz diferença na sensação de segurança”, disse.

O secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, disse que a cerimônia não era uma simples entrega. “A viatura representa, para a tropa, uma ferramenta de trabalho. Ela é fundamental para a prontidão da tropa. Vão contribuir para que nossos índices de criminalidade continuem baixando”, afirmou.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas