Refinaria que explodiu em Paulínia é interditada pela ANP

Medida é para evitar outros acidentes.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Valéria Verdélio/Agência Brasil

(Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou a Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo, após acidente ocorrido na última segunda-feira (20). A decisão foi comunicada ontem (24) à Petrobras, após a empresa indicar a retomada da operação nas unidades que não foram afetadas pelo acidente.

De acordo com a ANP, a medida cautelar tem a finalidade de garantir a segurança operacional das instalações e evitar novos acidentes. Para o retorno, a Petrobras deverá encaminhar à ANP documentos e informações que comprovem condições de segurança adequadas, e aguardar comunicado de desinterdição das instalações.

A interdição não inclui as operações de tancagem e utilidades, desde que não afetadas pelo acidente. No dia seguinte ao incêndio (21) a empresa já retomou a entrega de produtos em estoque às distribuidoras e conta com a produção das demais refinarias para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes.

Petrobras

Em nota, a Petrobras informou que já vinha tomando as medidas solicitadas pela ANP e que, por isso, mantém a perspectiva de reiniciar as operações nos próximos dias, de forma segura. “A companhia está providenciando os documentos para comprovar o isolamento das áreas atingidas pelo fogo no dia 20/8 e, assim, liberar as unidades que não foram afetadas”, diz a nota.

Acidente

(Twitter/Reprodução)

O acidente ocorrido na madrugada do último dia 20 na Replan afetou três unidades, que fazem parte do processo de refino de petróleo: U-683 (Unidade de Tratamento de Água Ácida), U-220A (Unidade de Craqueamento Catalítico) e U-200 (Unidade de Destilação Atmosférica).

O acidente teve início com a explosão de um tanque na U-683. O incêndio se espalhou pelas outras duas unidades e em parte da tubovia principal. Não houve feridos durante acidente e o fogo foi extinto ainda na madrugada.

A ANP informou ainda que já deu início ao processo administrativo de investigação de acidente. A Petrobras também já criou uma comissão interna para investigar as possíveis causas do acidente.

A capacidade total da Replan é de 415 mil barris por dia e responde por quase 20% da produção da estatal. Em nota, a Petrobras informou que “não estima impactos financeiros relevantes, mesmo com os remanejamentos da produção de outras refinarias, reforma das unidades atingidas e eventual importação de derivados, se necessária”.

Acompanhe nossos Podcast
Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país