Criança ferida em deslizamento está internada

Prefeitura de Osasco decretou estado de calamidade por causa da chuva.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Defesa Civil/Fotos Públicas)

O menino ferido após deslizamento de terra no Morro do Socó, na cidade de Osasco (SP), na última segunda-feira (10), continua internado no Hospital Municipal de Barueri. Segundo a prefeitura de Osasco, o estado de saúde da criança não pode ser informado a pedido da família. O pai e a mãe do menino também ficaram feridos no desabamento.

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, decretou estado de calamidade na cidade por causa das fortes e constantes chuvas que atingiram o local na madrugada de segunda-feira (10).



As famílias que moravam no Morro do Socó foram abrigadas no CEU das Artes do Bonança, no Centro de Acolhimento do Rochdale e no Abrigo do Jardim das Flores, informou a prefeitura. A prefeitura não sabe informar quantas pessoas viviam no Morro do Socó, mas disse que 81 famílias foram removidas do local após o desmoronamento. A maior parte delas, disse a administração municipal, optou por ficar na casa de parentes, enquanto outras foram para os equipamentos disponibilizados pela prefeitura. Há também aqueles que retornaram para suas casas, mesmo com a interdição do local.

De acordo com a prefeitura, 19 famílias (sendo 35 adultos e 27 crianças) estão abrigadas no CEU das Artes. Há duas famílias e outras duas pessoas no Albergue Rochdale e um adolescente no Abrigo do Jardim das Flores.

A prefeitura informou ainda que o Morro do Socó é uma área de ocupação e que está fazendo o cadastramento das famílias no programa Bolsa Aluguel. “Após dar assistência às famílias, porque essa é a prioridade, o Gabinete de Crise irá discutir obras emergenciais e demais ações”, informou a administração à reportagem da Agência Brasil.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas