Greve na CPTM: sem trens, plano de contingência é acionado

Greve deve afetar três milhões de passageiros e paralisar quatro linhas da CPTM
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Edson Lopes Jr./Governo do Estado de SP)

A Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) informou que vai acionar um plano de contingência para garantir transporte aos passageiros nesta quinta-feira (15), após anúncio de que os trabalhadores de quatro linhas iniciarão greve a partir da zero hora. Além do plano de contingência, a companhia diz ter “uma decisão da Justiça do Trabalho que determina a manutenção de 80% dos trabalhadores no horário de pico e 60% nos demais horários, sob pena de multa diária de R$100 mil”.

A preocupação principal da CPTM é garantir o deslocamento para “atender a todos que precisam do transporte, principalmente aos que trabalham em serviços essenciais”.

Em nota divulgada na noite desta quarta-feira (14), três sindicatos informaram ao jornal Agora que a CPTM “insistiu em reajuste zero pelo segundo ano seguido”.

A greve deve afetar três milhões de passageiros, segundo o Agora, que usam as linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda e 10-Turquesa. As demais linhas, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade, operam normalmente, informa a CPTM

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas