Polícia fecha balada e aplica multa de R$ 388 mil

Local estava com 110 pessoas aglomeradas em Carapicuíba, na Grande São Paulo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Reprodução)

Mais de cem jovens foram encontrados reunidos em uma balada, na madrugada de hoje (22), em Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo. Policiais civis do GARRA/DOPE e do GER, apoiados pelo Batalhão de Choque da PM e por guardas civis municipais, foram até o endereço obtido após denúncias, onde funcionava um Lounge Bar, na Vila Mercês.

No local, foram encontradas 110 pessoas reunidas, com um total de 65 sem a máscara de proteção facial obrigatória. Sem se preocupar com o distanciamento social determinado pelas regras sanitárias vigentes no Estado, os frequentadores, a maioria jovens, consumiam bebidas alcoólicas e fumavam narguilé.

Após os procedimentos de qualificação e verificação de antecedentes, todos foram liberados. O dono do estabelecimento se misturou aos clientes e deixou o local, mesmo depois dos apelos do delegado Eduardo Brotero, para que se apresentasse espontaneamente. 

No local, havia um espaço reservado para um tatuador. Todo o material de trabalho dele foi apreendido pelos agentes. O promotor da festa, além do tatuador e três funcionários da casa foram encaminhados à Delegacia Central de Carapicuiba para a elaboração de um Termo Circunstanciado.

O bar foi interditado e multado pelos agentes de fiscalização do Procon e da Vigilância Sanitária. Cada pessoa flagrada sem a máscara gera uma multa de R$ 5,2 mil ao estabelecimento, o que, no caso, somou R$ 388 mil.

Também foram apreendidos o equipamento de som e três máquinas leitoras de cartões.

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas