Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Policial confessa que matou e queimou corpo de PM

Policial que confessou homicídio é esposa do PM morto.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Nagmar Pinheiro Pereira é companheira de Neilo Rego Lione, encontrado carbonizado no dia 18 de janeiro; Corregedoria pede prisão preventiva 

Corpo do cabo Lione foi encontrado em carro queimado no Cabuçu, bairro de Guarulhos (SP) | Foto: Google Street View/Reprodução

A cabo Nagmar Pinheiro Pereira confessou para a Polícia Militar de São Paulo ter matado o marido, Neilo Rego Lione, também cabo da corporação. Outra policial feminina, identificada como Katia Regina Pereira, ajudou a amiga a se livrar do corpo da vítima. A Corregedoria da instituição pediu na noite desta terça-feira (21/1) a prisão preventiva das duas.

Lione foi encontrado carbonizado dentro do carro de sua esposa na manhã do último sábado (18/1) dentro de um veículo modelo Honda Fit, localizado na Estrada Morro do Sabão, altura do número 2.000, no bairro Cabuçu, em Guarulhos, na Grande São Paulo. 

Segundo a Corregedoria da PM, o crime teve motivação passional porque Nagmar descobriu que o marido a traia com uma mulher mais jovem. Nagmar, Lione e Kátia são cabos e os três eram lotados no 5º BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano). 

A área de atuação é do 15º BPM/M, que faz policiamento exclusivamente na cidade de Guarulhos, enquanto o 5º BPM/M é responsável pela cobertura de bairros na zona norte da cidade de São Paulo. 

Perícia feita no local identificou uma capsula deflagrada, mas o calibre da munição não foi divulgado. No dia do crime, a cabo Nagmar reconheceu o corpo encontrado no veículo como sendo de Neilo. O Honda Fit está registrado no nome da policial militar. 

O caso, inicialmente apurado pelo SHPP (Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa) de Guarulhos, entrou em segredo de Justiça. 

A Corregedoria da PM pediu na noite desta terça-feira a prisão preventiva das duas cabos. O policial Neilo é irmão da vereadora Genice Lione, também policial militar e presidente da Câmara Municipal da cidade de Suzano, localizada na Grande São Paulo.

Ponte questionou a SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo, comandada pelo general João Camilo Pires de Campos neste governo de João Doria (PSDB), sobre o fato de Nagmar ter confessado o crime e o envolvimento de uma outra PM na ação e aguarda posicionamento.

Por Arthur Stabile e Josmar Jozino – Repórteres da Ponte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest