Reunião discute aumento salarial de nutricionistas do estado

Estado paga metade do piso salarial do mercado.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Márcia Lia (de blusa preta) ao lado do secretário de educação, João Cury Neto (AL/Reprodução)

A deputada estadual Márcia Lia (PT) apresentará emenda à Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019 para aumentar o salário dos nutricionistas que trabalham na merenda das escolas estaduais de São Paulo. A categoria recebe no estado metade do piso salarial do mercado – pouco mais de R$ 1,2 mil.

“Estamos há quase 2 anos trabalhando com a categoria pela valorização dos salários, para que esses profissionais sejam remunerados pelo menos com o piso do mercado. Tentaremos mais esse recurso junto ao governo do estado para aumentar a remuneração”, fala Márcia Lia.

Deputada estadual, Márcia Lia (PT) (AL/Reprodução)

A proposta será de piso salarial em torno de R$ 3 mil, para equiparar o salário ao dos demais nutricionistas contratados pelo estado.

O problema desses nutricionistas é que foram contratados por meio de concurso público para a função de agentes técnicos de assistência à saúde, portanto sem ligação com a área de nutrição, e com piso muito abaixo da categoria. 



Em reunião com o secretário João Cury Neto na terça-feira (30/10), a deputada questionou se os nutricionistas da merenda não poderiam ter a gratificação de R$ 600,00 incorporada ao salário, mas a resposta foi negativa. 

Além do secretário e sua equipe, também estiveram na reunião com Márcia Lia o presidente do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo (SindiNutri), Ernane Rosas, e as nutricionistas Luciene Machado e Isa Vitiello.

*com informações da Assembléia Legislativa de São Paulo

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

No Content Available