Saiba como localizar o cometa Neowise no fim da tarde

Corpo celeste está visível no sul e sudeste do Brasil.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Oficialmente chamado de C/2020 F3, o cometa Neowise, visível no Hemisfério Norte desde o início do mês, agora pode ser observado nas regiões Sudeste e Sul do Brasil. O corpo celeste pode ser visto no início da noite, próximo da linha do horizonte, à direita do pôr do Sol. 

Cometa Neowise fotografado nos Estados Unidos (Kyle Sullivan/via Fotos Públicas)

“Ele é um dos mais brilhantes dos últimos 20 anos e, até dois dias atrás, era visível no Hemisfério Norte a olho nu. Agora ele está visível aqui no Hemisfério Sul, em particular na Região Sudeste do Brasil, porém está com o brilho um pouco mais fraco. Será um pouco mais difícil de observar a olho nu, mas com pequenos telescópios ou binóculos é possível observá-lo”, disse o físico e astrônomo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Guaratinguetá, Othon Winter.

O cometa tem diâmetro aproximadamente de cinco quilômetros e é formado de gelo e poeira. Quando passa próximo ao Sol, como ocorre agora, libera gás, o que forma uma nuvem luminosa chamada coma, que envolve o núcleo do cometa. Junto dessa nuvem, formam-se duas caudas, uma de gás e outra de poeira, que se estendem por centenas de milhares de quilômetros, dando o formato característico do cometa.

O Neowise recebeu o mesmo nome do telescópio espacial da Nasa que o identificou, em 27 de março. Ele só voltará a ser visível na Terra a olho nu novamente daqui a 6,8 mil anos.

Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas