Urnas eletrônicas são levadas para locais de votação

Capital e mais 4 cidades da região metropolitana têm eleição amanhã
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(José Cruz/Agência Brasil)

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) deve levar todo o dia para concluir a distribuição das urnas que irão atender a região, nas eleições municipais deste domingo (29). O transporte dos equipamentos foi iniciado no período da manhã de hoje (28).

A atividade conta com o auxílio de voluntários. Eles também colaboram com a arrumação das salas de votação, fixação de cartazes e entregas de materiais a mesários.

Ao todo, 16 municípios paulistas irão definir prefeitos no segundo turno. Além da capital paulista, o pleito será realizado em Bauru, Campinas, Diadema, Franca, Guarulhos, Limeira, Mauá, Mogi das Cruzes, Piracicaba, Praia Grande, Ribeirão Preto, São Vicente, Taboão da Serra e Taubaté.

Na capital, o porte do eleitorado requer uma logística bastante organizada, que permita que as 22.399 seções recebam urnas. Somente no município, votam 8.986.687 pessoas e a equipe de mesários compreende 89.596 pessoas. Ao todo, são 58 zonas eleitorais e 2.060 locais de votação, das quais 4.820 têm acessibilidade a pessoas com deficiência, de acordo com o TRE-SP.

Os dez maiores cartórios eleitorais da capital são Piraporinha (267.693 eleitores), São Mateus (245.815), Rio Pequeno (239.916), Brasilândia (239.789), Parelheiros (226.778), Tatuapé (217.683), Itaim Paulista (203.184), Grajaú (192.435), Pedreira (188.570) e Perus (187.794).

Os locais de votação com maior quantidade de eleitores são o Centro Universitário Anhanguera (25.821), a Pontifícia Universidade Católica (17.950), o Colégio Dante Alighieri (13.488), a Escola Estadual Prof. Ceciliano José Ennes (12.917), a Escola Estadual Brigadeiro Gavião Peixoto (12.622), o Liceu Santista (12.572), o Centro Universitário Unifieo (12.245), a Unip Objetivo (11.975), a Universidade São Judas Tadeu (11.883) e a Universidade São Judas Tadeu (11.871).

Auditoria

Para garantir a transparência e a segurança das eleições, a Justiça Eleitoral realiza auditorias das urnas em todo o país, em duas etapas. A primeira delas, também conhecida por votação paralela, serve para que se verifique se as urnas funcionam corretamente. A segunda, por sua vez, tem por objetivo assegurar a autenticidade dos sistemas instalados nos equipamentos, para que não haja fraudes e manipulações em resultados.

A seleção de quais urnas deverão ser submetidas a esse processo é feita mediante sorteio. O TRE-SP sorteia 15 seções eleitorais, das quais cinco passam pela auditoria de funcionamento e dez pela auditoria que atesta a autenticidade dos sistemas. De acordo com calendário do órgão, o sorteio está marcado para ser realizado hoje e a auditoria acontece amanhã, sendo que ambos podem ser acompanhados por qualquer interessado.

Por Letycia Bond – Repórter da Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas