Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Bolsa cai e fecha semana com perda de 19%

Índice da B3 fechou esta sexta-feira aos 67.069 pontos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Fernanda Carvalho/Fotos Públicas)

Em meio à instabilidade causada pela pandemia de coronavírus, o mercado financeiro teve um dia misto. A bolsa de valores, que ontem (18) tinha subido, hoje caiu 1,85%, encerrando a semana com perdas de 18,9%, a pior semana desde outubro de 2008. O dólar caiu durante toda a sessão, mas continuou acima dos R$ 5.

O índice Ibovespa, da B3, a Bolsa de Valores brasileira, fechou esta sexta-feira aos 67.069 pontos, com recuo de 1,85%. O índice oscilou bastante, chegando a operar em alta de 5,54% às 11h56, mas inverteu a tendência no meio da tarde, depois que o governo revisou para 0,02% o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano.

O dólar teve mais um dia de trégua. Depois de bater recorde nominal – sem a inflação – na quarta-feira (18), quando atingiu R$ 5,19, o dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 5,027, com recuo de R$ 0,077 (-1,5%). Por volta das 14h, na mínima do dia, a moeda chegou a cair para R$ 4,988.

A divisa acumula alta de 25,28% em 2020. Hoje, o Banco Central (BC) atuou menos no mercado. A autoridade monetária vendeu US$ 175 milhões das reservas internacionais em leilões à vista.

PIB

Hoje, o Ministério da Economia revisou para baixo a estimativa oficial de crescimento do PIB, de 2,1% para 0,02% em 2020. A nova projeção, que significa estagnação econômica, afeta os preços das ações das empresas por incorporar a desaceleração da economia às expectativas. Paralelamente, o Senado aprovou o decreto de estado de calamidade pública, que permitirá o descumprimento da meta fiscal de déficit primário de R$ 124,1 bilhões prevista para este ano e dará fôlego ao governo para ajudar na manutenção do emprego.

Hoje, o Federal Reserve, Banco Central norte-americano, anunciou a compra de US$ 40 bilhões em títulos lastreados em hipotecas. A medida tem como objetivo impedir o colapso do crédito imobiliário nos Estados Unidos. Ontem, o Fed tinha fechado um acordo com os principais Bancos Centrais do mundo para ampliar a oferta de dólares em até US$ 450 bilhões em todo o planeta. O Brasil ficará com US$ 60 bilhões em linhas de swap (troca de recursos). As ações aumentam a oferta de dólares no planeta, reduzindo a pressão sobre o câmbio.

Petróleo

A intensificação da guerra de preços do petróleo entre Arábia Saudita e Rússia continuou a pressionar os preços do produto. Os dois países estão aumentando a produção de barris, o que tem provocado uma redução na cotação internacional.

O barril do tipo Brent voltou a cair depois de ter se recuperado ontem. Por volta das 18h, a cotação estava em US$ 27,40, com recuo de 3,76%. As ações da Petrobras, as mais negociadas na bolsa, que ontem subiram, hoje caíram. Os papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) desvalorizaram-se 1,85% nesta sexta. Os papéis preferenciais (com preferência na distribuição de dividendos) caíram 1,72%.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest