Franquia de lingeries busca franqueados no Centro-Oeste

A Liz Lingerie tem 33 unidades no Brasil.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Unidade da Liz Lingerie (Divulgação)

Com 33 unidades abertas, sendo uma localizada no Chile, a Liz Soluções & Conforto mira o Centro Oeste para ampliar a atuação na região. Mato Grosso do Sul e Goiás são os estados que estão no plano de expansão da rede que já conta com cinco lojas na localidade. A meta é abrir uma loja em cada capital, totalizando sete estabelecimentos.

“O Centro Oeste possui muito espaço para crescer. A maioria das franquias está situada no Sudeste e por isso estamos apostando em outras regiões do Brasil”, comenta Eolo Benmaman, gerente de expansão da marca de lingeries.

Segundo a ABF, o segmento de moda cresceu 7,8% no primeiro trimestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado.

“O segmento de moda sempre se mantém em crescimento mesmo com a crise econômica. Além disso, no setor que atuamos, somos os únicos que vê na lingerie uma aliada para o conforto e solução para a mulher”, finaliza Eolo.

A empresa, que emprega cerca de 30 funcionários com as lojas já abertas no Centro Oeste, espera abrir mais 12 vagas de trabalho com a abertura das novas unidades. De acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) de junho, a região foi a segunda com maior saldo positivo de geração de emprego com cerca de 7 mil vagas.

Sobre a Liz

Desde 2012 no segmento de franchising, a Liz Soluções & Conforto, conhecida como Liz Lingerie, é uma rede de franquias de peças íntimas focada no conforto e solução da mulher. O negócio é o braço de varejo da CMR Indústria, fábrica que produz sutiãs e calcinhas desde 1989 e exporta para mais de 25 países. A marca possui um único modelo de negócio destinado a shopping center com investimento de R$ 397 mil, que inclui taxa de franquia, capital de giro e adequação de espaço.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas