Holding que controla Movida é certificada por transparência em programa de emissão de gases

Companhia estabeleceu meta de reduzir em 15% emissões de gases até 2030
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Arquivo/Divulgação)

A Simpar, holding que controla as marcas JSL, Movida, Vamos, CS Brasil, Original Concessionárias e BBC Leasing, recebeu o Selo Ouro – grau máximo de transparência no Programa Brasileiro GHG Protocol e que adota como base o inventário corporativo para emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), informou em comunicado à imprensa. A certificação corresponde ao ano de 2020. No período analisado, segundo o comunicado, a Companhia e as demais empresas controladas garantiram os melhores índices.

O GHG Protocol é uma ferramenta originalmente desenvolvida nos Estados Unidos, utilizada para entender, quantificar e gerenciar emissões de GEE. No Brasil, o Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas propõe o registro e a publicação de inventários dessas emissões em uma plataforma de Registro Público de Emissões (RPE).

“Os princípios de sustentabilidade (EASG) estão no centro da estratégia da Simpar e de suas empresas controladas, todas com objetivo criar valor sustentável através de soluções inovadoras e que geram impactos positivos para a sociedade e para o meio ambiente”, afirma.

A holding estabeleceu a meta de redução de 15% na intensidade das emissões, entre 2021 e 2030. Projetos de redução estão sendo implantados gradualmente.  

“Entre as ações para neutralização das emissões, a Movida iniciará a segunda fase do plano de recuperação do Corredor de Biodiversidade do Rio Araguaia, um dos maiores projetos de reflorestamento do mundo”, informa.

Até o final de 2022, a empresa pretende plantar cerca de um milhão de mudas de árvores nativas, em parceria com a ONG Black Jaguar Foundation.

“Além disso, as empresas do grupo têm adotado o consumo eficiente e racional de energia elétrica, recursos hídricos e combustíveis; o controle e eliminação da emissão de fumaça preta e ruído nos veículos em circulação; a correta destinação de resíduos gerados; e a promoção da educação ambiental no quadro de colaboradores”, aponta.

A SIMPAR também é signatária do documento “Empresários pelo Clima”, no qual junto ao CEBDS e outras organizações, destaca as medidas e responsabilidades para uma economia de baixo carbono. As empresas participantes definiram uma meta de redução das emissões de GEE em até 42% no Brasil já em 2025, em relação aos níveis de 2005.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

No Content Available