Nubank: Anitta passa a integrar conselho de administração do banco digital

Anitta vai discutir decisões estratégicas do futuro do banco digital
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

Nesta segunda-feira (21), o Nubank anunciou que a cantora Anitta é a nova integrante do conselho de administração da empresa.

Segundo o comunicado, Anitta vai participar de reuniões trimestrais com os outros seis conselheiros e a diretoria do Nubank para discutir decisões estratégicas do futuro do banco digital. 

“É muito chato e constrangedor não conseguir ter acesso a produtos financeiros. Muita gente na América Latina sempre viveu de emprego informal. Como essas pessoas vão ter histórico de crédito? Fiquei impressionada ao ver o trabalho do Nubank em fazer com que milhões de pessoas se sintam incluídas, podendo ter uma vida financeira melhor”, disse a cantora, em nota.

Para o banco digital, aliar-se à maior e mais influente artista do Brasil significa contar com sua expertise em construção de marcas. Anitta usou sua visão estratégica para expandir a carreira não só na América Latina e nos Estados Unidos, mas globalmente. 

O presidente-executivo e fundador do banco digital, David Vélez, afirmou, em nota, que a artista “tem profundo conhecimento do comportamento dos consumidores nesses mercados que tem explorado e tem muita experiência em estratégias de marketing vencedoras. Essas competências foram chave para a convidarmos para o conselho. Nenhum outro conselheiro possui essa experiência”.

“Anitta está reinventando a cena cultural nos últimos anos e compartilhamos do mesmo DNA de inovação. Ela levou o funk brasileiro a outro patamar e criou uma marca mundial gigantesca. É uma empresária de sucesso que vai nos ajudar a aprimorar ainda mais os produtos para nossos clientes”, disse Christiane Junqueira, cofundadora do Nubank.

Anitta é a terceira mulher a integrar o conselho da empresa, que é formado por Anita Sands, professora da universidade americana de Princeton e ex-diretora de operações do banco suíço UBS, e Jacqueline Reses, ex-presidente da fintech Square e atual presidente do conselho consultivo econômico do Fed (banco central dos EUA).

O conselho do banco digital é formado também pelo brasileiro Daniel Goldberg, ex-presidente do Morgan Stanley no Brasil, e ex-Secretário de Direito Econômico do Ministério da Justiça, antigo órgão do sistema brasileiro antitruste; pelo colombiano Luis Alberto Moreno, ex-presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento); por Doug Leone, Global Managing Partner e investidor da Sequoia Capital, membro do Conselho do Nubank desde 2016; e David Vélez, presidente-executivo e fundador do Nubank.

O anúncio acontece em um novo momento de desenvolvimento da empresa. Ao completar oito anos de história, o Nubank se consolidou como maior banco digital independente do mundo, com mais de 40 milhões de clientes, levantou investimentos que elevaram a série G para US$ 1,15 bilhão e expandiu sua oferta de produtos do cartão de crédito para um portfólio completo a seus clientes.

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas