Vinícolas internacionais apostam no Brasil

Alta no consumo de vinhos faz com que grandes marcas e vinícolas cheguem ao Brasil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Alta no consumo de vinhos faz com que grandes marcas e vinícolas cheguem ao Brasil

La Mansa Wine Estates (Spot Soluções)

Com o aumento de mais de 30% no consumo de vinho no Brasil, grandes marcas internacionais chegam ao mercado brasileiro. Como já é costume nos países Europeus, o vinho deixa de ser uma bebida exclusiva de cerimônias e eventos e passa a estar mais próximo do dia a dia dos consumidores.

Dentre as variações preferidas entre os brasileiros, os vinhos tintos se destacam pelo maior consumo, principalmente os vinhos cabernet sauvignon, que se destacam no sabor e nos detalhes do tanino do vinho. O cultivo das videiras, também conhecidas como parreiras, é fundamental para que o destaque e excelência do sabor seja evidenciado. 

De acordo com o enólogo Martin Giardina, da La Mansa Wine Estates, diversos motivos podem influenciar na produção do vinho. “O principal fator para elaboração dos vinhos de qualidade se reduz a somente uma palavra: o terroir. O terroir significa a combinação de aspectos geológicos e geográficos, assim como a dedicação dos especialistas e a história do lugar”, diz o enólogo.

Dentre os novos entrantes no mercado brasileiro, a La Mansa Wine Estates, uma vinícola de San Rafael, Mendoza, na Argentina, traz ao mercado grandes diferenciais com vinhos de altíssima qualidade, trabalhando com o cultivo orgânico e processos sustentáveis de produção.

A vinícola traz ao mercado brasileiro suas principais linhas e seus melhores vinhos, à exemplo a linha Ego, que é destaque entre as produções, onde é possível apreciar a versatilidade das variedades da vinícola. Dentre eles vinhos com as uvas malbec, cabernet sauvignon, merlot e chardonnay. Além dos blends de uvas que são desenvolvidos pelos enólogos da vinícola, que estudam o paladar do brasileiro para elaborar vinhos que agradem ao público.

Os vinhos argentinos têm sido muito consumidos pelos brasileiros, acredita-se que este fator pode estar relacionado à produção da bebida que foi desenvolvida por gerações e muitos dos aprendizados se passam de pai para filho nas produções argentinas, assim a identidade do vinho está relacionada com o cuidado na produção de cada uma das garrafas.

Especialistas dizem que cada garrafa de vinho é capaz de carregar uma identidade única, o cuidado principalmente das produções pequenas quase nunca se repete ao longo dos anos. Assim cada vinho traz a sua história. Cada vinhedo uma identidade.

Por fim, vale lembrar que o consumo moderado de vinho também pode trazer benefícios à saúde. De acordo com a Sociedade de Cardiologia de São Paulo, SOCESP, o consumo moderado de vinho pode reduzir riscos cardíacos. 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas