Theatro São Pedro traz rivalidade entre Mozart e Salieri

Espetáculo presencial reúne duas óperas de compositores russos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Gov. do Estado de SP)

A ópera está de volta ao palco do Theatro São Pedro, instituição do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, gerido pela organização social Santa Marcelina Cultura. No próximo final de semana, estreia um espetáculo com dois títulos de compositores russos: Renard, de Igor Stravinsky, que lembra os 50 anos de morte do compositor, e Mozart e Salieri, de Nikolai Rimsky-Korsakov. As récitas acontecem no sábado, dia, 26, às 18h, e no domingo, dia 27, às 17h. Os ingressos custam R$30 (inteira) e R$15 (meia). 

O espetáculo conta com direção musical de André dos Santos, que comanda a Orquestra do Theatro São Pedro, direção cênica de William Pereira, iluminação de Caetano Vilela, coreografia de Anselmo Zolla e produção de figurino de Fabio Namatame.  A montagem tem a participação de quatro bailarinos e um elenco formado por Savio Sperandio, (Salieri), Giovanni Tristacci (Mozart), Daniel Umbelino (tenor) e Anderson Barbosa (baixo).

“As duas óperas são interessantíssimas pelo tema que tratam e pela proximidade temporal de suas composições, além da proximidade dos seus autores. É um programa que tem uma riqueza muito grande no momento em que coloca próximos Stravinsky, e Rimsky-Korsakov, dois compositores fundamentais da música russa. Existem muitas relações entre os dois compositores. Ter em um mesmo programa os dois é poder proporcionar ao público uma descoberta porque essas relações não são necessariamente de sintonia e convergência de pensamento composicional musical. Essa proximidade também  coloca em evidência as diferenças entre os dois”, destaca Paulo Zuben, diretor artístico-pedagógico da Santa Marcelina Cultura.  

RENARD 

Composta entre 1915 e 1916, Renard estreou somente em 1922, em um espetáculo dos Ballets Russes, companhia de Diághilev, na Ópera de Paris., em um programa duplo, ao de lado de  Mavra. A coreografia foi de Bronislawa Nijinska (irmã do célebre Vaslav Nijinsky), que dançou o papel da Raposa. Conto da Raposa, Galo, Gato e Carneiro – ou simplesmente Renard (Raposa), como ficou conhecida na tradução francesa do suíço Ramuz, parceiro do compositor em obras como A História do Soldado Les Noces (As Bodas). Com libreto baseado em contos folclóricos russos, Renard mostra em cena quatro animais, o galo, a raposa, o gato e o bode. Ela foi criada para que os atores não deixassem o palco. Cada animal representa, em cena, características um tanto quanto humanas, transitando pela ironia de forma provocativa. Stravinsky escreveu na partitura: “A peça é representada por palhaços, dançarinos ou acrobatas, se possível em tablados montados diante da orquestra. Os atores não deixam o palco um só instante. Apresentam-se diante do público ao som de uma pequena marcha que serve de introdução e saem da mesma maneira”. 

Na montagem que sobe ao palco do Theatro São Pedro, teremos quatro bailrinos com coreografia de Anselmo Zolla e a participação dos cantores Daniel Umbelino e Giovanni Tristacci (tenores) e Anderosn Barbosa e Savio Sperandio (baixos).  

MOZART e SALIERI  

Aleksandr Púchkin (1799-1837) criou a primeira elaboração estética do mito de um Salieri invejoso, que assassina o talentoso Mozart: a peça em um ato Mozart e Salieri é uma das quatro Pequenas Tragédias que ele escreveu em meio a uma quarentena, por uma epidemia de cólera, em 1825. Em 1897, Nikolai Rímsky-Korsakov compôs uma ópera a partir do libreto de Púchkin, praticamente na íntegra, fazendo apenas pequenos cortes na fala de Salieri.   A primeira audição doméstica da partitura teve ao piano ninguém menos que Serguei Rachmaninov. A estreia ocorreu em novembro de 1898, na Ópera Privada Russa de Moscou, com cenografia do célebre pintor Mikhail Vrúbel (1856-1910).  

A suposta rivalidade entre Mozart e Salieri foi ainda tema da peça do escritor britânico Peter Shaffer Amadeus (1979), que inspirou o filme homônimo de Milos Forman.  

Com direção audiovisual de Giuliano Saade, o espetáculo será gravado e transmitido posteriormente pelo canal de YouTube do Theatro São Pedro: youtube.com/TheatroSaoPedroTSP 

Bilheteria 

Não haverá venda de ingressos na bilheteria do Theatro São Pedro. Os ingressos para todos os espetáculos devem ser adquiridos exclusivamente pelo site: https://theatrosaopedro.byinti.com/ 

SERVIÇO:  

RENARD | IGOR STRAVINSKY 

MOZART e SALIERI | NIKOLAI RIMSKY-KORSAKOV
Libreto: Alexander Pushkin 

ORQUESTRA DO THEATRO SÃO PEDRO
André dos Santos, direção musical e regência
William Pereira, direção cênica
Caetano Vilela, iluminação
Anselmo Zolla, coreografia
Fabio Namatame, produção de figurino
Giuliano Saade, direção de audiovisual 

Elenco | Renard
Giovanni Tristacci, tenor
Daniel Umbelino, tenor
Sávio Sperandio, baixo
Anderson Barbosa, baixo

Bailarinos
Alexandre Nascimento, Gato
André Neri, Bode
Jefferson Damasceno, Raposa
Joaquim Tomé, Galo 

Elenco | Mozart e Saliei 

Giovanni Tristacci, Mozart
Sávio Sperandio, Salieri

Coro
Ludmilla Thompson, soprano
Luisa Aguilar, soprano
Fernanda Nagashima, mezzo-soprano
Nathália Serrano, mezzo-soprano
Daniel Umbelino, tenor
Mikael Coutinho, tenor
Anderson Barbosa, baixo
Gustavo Lassen, baixo 

DATAS: 26 de junho, sábado. 18h
27 de junho, domingo, 17h
LOCAL: Theatro São Pedro
ENDEREÇO: Rua Barra Funda, 161 – Barra Funda, São Paulo/SP
INGRESSOS: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
MANUAL DO ESPECTADOR: https://theatrosaopedro.org.br/manual-do-espectador-2021/

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *