Lewandowski é o melhor jogador do mundo, decide Fifa

Cerimônia de premiação foi realizada online
Robert Lewandowski (Bayern/Reprodução)

O atacante polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, foi eleito o melhor jogador de futebol do mundo em 2020 em eleição da Fifa, nesta quinta-feira (17/12), superando o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o português Cristiano Ronaldo, da Juventus.

Lewandowski, de 32 anos, foi decisivo para as conquistas do Bayern este ano: Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League. Ele foi o artilheiro na três competições, somando 41 gols na temporada passada.

Notíciasrelacionadas

A melhor jogadora do mundo é a defensora Lucy Bronze, que foi para o Manchester City no meio do ano, depois de vencer três Champions League com o Olympique Lyon. O melhor técnico é o alemão Jürgen Klopp, do Liverpool.

Na cerimônia do prêmio The Best, realizada por teleconferência a partir da sede da Fifa, em Zurique, Lewandowski foi o único a receber o prêmio das mãos do presidente da Fifa, Gianni Infantino, que não participou do evento.

“Estou muito feliz. Tem sido um ano importante para mim e para a equipe. Sou grato pelo prêmio e agradeço aos meus companheiros de equipe e ao técnico”, disse o atacante polonês, visivelmente emocionado.

“Concorrer neste prêmio com Messi e Ronaldo é incrível. É uma honra para mim estar ao lado desses dois jogadores”, completou.

Bronze se diz honrada

Já Bronze levou a melhor sobre a atacante dinamarquesa Pernille Harder, do Chelsea, e sobre a zagueira francesa Wendie Renard, com quem atuou no Lyon.

“Foi uma surpresa para mim até mesmo ser indicada ao lado dessas duas jogadoras que conheço bem, grandes, belas pessoas. É uma honra estar no mesmo nível que elas. Não tenho palavras para explicar o que sinto”, afirmou Bronze.

Alisson na seleção do ano

O goleiro Alisson Becker, do Liverpool, é o único brasileiro na seleção do ano eleita pela Fifa no prêmio The Best.

Liverpool e Bayern de Munique são os times com mais representantes na seleção, com quatro nomes cada, sendo um deles em comum.

A seleção do ano foi escalada da seguinte forma: Alisson (Liverpool); Alexander-Arnold (Liverpool), Van Dijk (Liverpool), Sergio Ramos (Real Madrid) e Alphonso Davies (Bayern de Munique); Joshua Kimmich (Bayern de Munique), Kevin De Bruyne (Manchester City) e Thiago (Bayern de Munique/Liverpool); Lionel Messi (Barcelona), Robert Lewandowski (Bayern de Munique) e Cristiano Ronaldo (Juventus).

AS/rtr/dpa/efe

Por Deutsche Welle

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu concordo com os Termos e Condições e Política de Privacidade.

Notícias relacionadas

Orelhas & Tiaras

Mais - recentes

São Paulo