São Paulo ofusca estreia de Ceni e derrota Flamengo

No Beira-Rio, América-MG surpreende Inter e abre vantagem no duelo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(São Paulo FC/Divulgação)

O São Paulo ofuscou a estreia de Rogério Ceni no comando do Flamengo nesta quarta-feira (11) à noite. Clube do qual o ex-goleiro é ídolo, o Tricolor venceu o Rubro-Negro por 2 a 1 no Maracanã, no Rio de Janeiro. A partida valeu pelas quartas de final da Copa do Brasil. O duelo de volta será na quarta-feira (18), às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi, em São Paulo. O time paulista tem a vantagem do empate. A equipe carioca tem de ganhar por ao menos dois gols de diferença para se classificar – vitória por um gol leva a decisão para os pênaltis.

Para a estreia no Rubro-Negro, Ceni simulou a formação que costumava usar no Fortaleza – e que lembra o desenho tático do próprio Flamengo, quando dirigido por Jorge Jesus – com quatro jogadores de frente, sendo dois abertos (Vitinho e Michael) e dois centralizados (Bruno Henrique e Gabigol). Com a bola rolando, outra semelhança ficou evidente: a marcação pressão no campo adversário.

A retomada de bolas na intermediária proporcionou as melhores chances do Rubro-Negro na primeira etapa. Logo aos três minutos, o volante Gerson fez o desarme e lançou Vitinho, que bateu cruzado e obrigou Tiago Volpi a se esticar para defender. Aos 15, em lance semelhante, Vitinho rolou para Gabigol na pequena área, mas ele bateu para fora. No minuto seguinte, após a posse ser retomada por Bruno Henrique, o camisa 9 finalizou de longe, parando outra vez no arqueiro tricolor.

Aos 25 minutos, Gabigol até levou a melhor sobre Volpi, mas o lance foi anulado por impedimento milimétrico do atacante. O Flamengo ainda chegou em mais três lances originados em bolas tomadas no campo tricolor. No último deles, aos 48, Vitinho rolou para Bruno Henrique bater e o goleiro do São Paulo salvar mais uma vez. Sob pressão, o time paulista sequer finalizou ao gol rubro-negro.

Só que a primeira chegada do Tricolor, aos dois minutos do segundo tempo, foi fatal. Lançado pelo meia Gabriel Sara, o atacante Brenner apareceu por trás da zaga e chutou na saída do goleiro Diego Alves. A resposta flamenguista veio no minuto seguinte – desta vez, com bola na rede de Gabigol. De volta à equipe titular após um mês e meio se recuperando de uma lesão no tornozelo, o atacante recebeu de Bruno Henrique, invadiu a área e tocou por cima de Tiago Volpi.

Apesar do gol sofrido, o São Paulo passou a comandar o meio-campo. Aos 11 minutos, o atacante Luciano recebeu e finalizou, para defesa de Hugo Souza – que substituiu Diego Alves, com câimbras. Quando retomou a marcação pressão, o Flamengo voltou a ser melhor, aproveitando erros de passe do adversário para agredir. Aos 23, o zagueiro Bruno Alves saiu jogando errado e entregou nos pés de Giorgian De Arrascaeta. O meia chutou de primeira, mas ao lado da meta tricolor.

Por ironia, um erro do Flamengo acabou sendo decisivo. Aos 42 minutos, Hugo Souza dominou mal a bola recuada pelo zagueiro Léo Pereira. Atento às orientações do técnico Fernando Diniz, que pedia pressão alta à beira do campo, Brenner desarmou o goleiro – que o tentou driblar – e fez o gol da vitória do São Paulo. Curiosamente, o sexto do atacante em três duelos contra Ceni, treinador que o revelou quando treinava o próprio Tricolor.

Os dois times voltam a campo no sábado (14). Às 19h, o São Paulo visita o Fortaleza na Arena Castelão. Mais tarde, às 21h30, o Flamengo pega o Atlético-GO no Maracanã. Os dois jogos valem pela 21ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Estreia (também) amarga

Outro técnico a estrear – no caso, reestrear- nesta quarta-feira foi Abel Braga. Campeão da Libertadores e Mundial pelo Internacional, o treinador não começou bem a nova passagem pelo Colorado. No Beira-Rio, em Porto Alegre, também pelas quartas de final da Copa do Brasil, o América-MG surpreendeu o time gaúcho e venceu por 1 a 0. O Coelho tem a vantagem do empate para o duelo de volta, na próxima quarta-feira, às 21h30, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

O time mineiro foi mais perigoso no primeiro tempo e chegou ao gol logo aos 12 minutos. O lateral Diego Ferreira cruzou pela direita e o atacante Rodolfo escorou de cabeça, no contrapé do goleiro Marcelo Lomba. Foi o sexto gol do camisa 9 na competição, igualando-se o atacante Léo Gamalho (ex-CRB) e ao são-paulino Brenner na artilharia.

As equipes mudam a chave para os respectivos Campeonatos Brasileiros. O Inter volta a jogar no sábado, às 16h30, contra o Santos, fora de casa, pela 21ª rodada da Série A. No mesmo dia, mas às 21h30, o América-MG visita o Cuiabá na Arena Pantanal, pela Série B, que também está na 21ª rodada.

Confira a tabela completa da Copa do Brasil.

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional 

Acompanhe nossos Podcast
Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país