Vôlei: seleção feminina decide título da Liga das Nações contra os EUA

Final será disputada nesta sexta (25), às 14h30, em Rimini (Itália)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A seleção feminina de vôlei está na decisão da Liga das Nações, disputada em Rimini (Itália). Nesta quinta-feira (24), as brasileiras superaram o Japão na semifinal por 3 sets a 1 (25/15, 25/23, 28/30 e 25/16) e enfrentarão os Estados Unidos na final desta sexta-feira (25), às 14h30 (horário de Brasília).

A seleção busca o título inédito na competição e a final terá ares de revanche. Em 2019, a equipe brasileira também encarou os EUA na decisão pelo ouro, mas as norte-americanas levaram a melhor com vitória por 3 sets a 2.

A oposto Tandara, com 23 pontos, sendo 22 de ataque, foi o grande nome do Brasil na partida. A ponteira Gabi, com 18 pontos (17 de ataque), também se destacou. As japonesas iniciaram três dos quatro sets melhor em quadra, mas em dois deles (no primeiro e no quarto), as brasileiras se recuperaram à tempo de virarem a parcial.

Os EUA, por sua vez, derrotaram a Turquia na outra semifinal por 3 sets a 0 (25/21, 25/23 e 25/20). As norte-americanas fizeram a melhor campanha da primeira fase, com 14 vitórias em 15 partidas. Uma delas justamente diante do Brasil, em 27 de maio, pela terceira rodada, por 3 sets a 1 (17/25, 19/25, 25/23 e 22/25).

É a segunda temporada seguida que a seleção do técnico José Roberto Guimarães chega à final da Liga das Nações. Em 2018, o Brasil caiu na semifinal para as turcas e perdeu a disputa pelo terceiro lugar para as chinesas.

Por Lincoln Chaves, repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas