Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Estado e cidade de SP têm queda de roubos e homicídios em agosto, mas estupros aumentam

As vítimas de homicídio doloso no estado somaram 233, uma redução de 12,08%(Foto:Nivaldo Lima/SP AGORA)

O estado e a cidade de São Paulo sofreram queda no número de vítimas de homicídios e de roubo em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano passado. O total de estupros, no entanto, aumentou tanto na capital quanto no resto do estado.

As vítimas de homicídio doloso no estado somaram 233, uma redução de 12,08% na comparação com o total de 265 vítimas em agosto de 2017. Na capital, o número passou de 58 para 57, uma redução de 1,73%.

Em relação aos estupros, a capital teve o maior aumento percentual. Foram 221 casos em agosto deste ano, contra 190 no mesmo mês de 2017, um aumento de 16,3%. Em todo o estado, o aumento foi de 12,2%, e passou de 934 para 1048.

Estado de São Paulo

  • Casos de homicídio doloso (com intenção de matar): Foram 224 casos, contra 242 em agosto do ano passado.
  • Vítimas de homicídio doloso: Foram 233 vítimas, contra 265 no mesmo mês ano passado.
  • Latrocínios: Foram 23 casos, contra 20 em agosto do ano passado.
  • Estupros: Foram 1.048 casos, contra 934 em agosto do ano passado.
  • Roubos: Foram 21.503, contra 25.564 em agosto de 2017.

Cidade de São Paulo

  • Casos de homicídio doloso (com intenção de matar): Foram 52 casos, contra 51 em agosto de 2017.
  • Vítimas de homicídio doloso: Foram 57 casos, contra 58 no mesmo período do ano passado.
  • Latrocínio: Foram 5 casos, contra 7 ano passado.
  • Estupros: Foram 221 casos, contra 190 ano passado.
  • Roubos: Foram 10.866, contra 12.842 em agosto de 2018.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública afirmou que nos oito primeiros meses de 2018, 1.187 pessoas foram presas no Estado por estupro e estupro vulnerável.

O texto diz ainda que a pasta vem adotando “medidas no combate a este tipo crime e aperfeiçoando os atendimentos e acolhimentos oferecidos as vítimas.”

Uma das ações citadas é o Protocolo Único de Atendimento, implantado em 2017. “Os policiais de São Paulo também contam, desde 2015, com o Banco de Perfis Genéticos, que até agosto tinha 2.615 perfis inseridos no sistema.”

Sobre a redução das vítimas de homicídios e dos roubos em São Paulo, a SSP considera que “ações das polícias Civil e Militar possibilitaram que neste ano o Estado atingisse a taxa de 7,01 casos e de 7,37 vítimas a cada 100 mil habitantes, o menor da série histórica.”

Please Login to comment
1
×
Fale agora com nossa equipe!