Input your search keywords and press Enter.

Homem que arrancou coração de travesti é denunciado à Justiça

Caio Santos de Oliveira vai responder por homicídio qualificado, que aumenta a pena (Reprodução)

O promotor de Justiça Luís Felipe Delamain Buratto denunciou Caio Santos de Oliveira por ter matado uma travesti conhecida como Kelly, em Campinas, no interior de São Paulo, no último dia 21. Buratto destaca que o crime foi cometido por motivo torpe e com emprego de meio cruel.

Na denúncia, o promotor relata que em audiência de custódia foi apurado que Oliveira não aceita e repudia pessoas que possuem orientação sexual diversa da sua, sejam transexuais ou homossexuais, e que resolveu assassinar alguém que possuísse tais características.

O denunciado estava no mesmo bar que Kelly na noite do crime e aguardou que todos os clientes fossem embora para atacá-la. A vítima foi morta por cortes de uma garrafa de vidro e com golpes de faca na cabeça e no pescoço.

“Ao atingir o resultado pretendido (…), o increpado, que trabalhou como açougueiro, de maneira desumana e brutal, abriu o peito da vítima e retirou parte de seu pulmão e o coração, com escopo de levar o órgão para sua casa”, diz o promotor em trecho da denúncia. Após o crime brutal, ele roubou R$ 250 que estavam no caixa do estabelecimento, além de carregadores de celular, uma máquina fotográfica, um tablet, uma máquina de cortar cabelo e outros itens.

Oliveira foi denunciado por homicídio por motivo torpe, emprego de meio cruel, com o agravante penal de subtrair parte do cadáver e também por furto.

*com informações do MPSP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Fale agora com nossa equipe!
Powered by