Acidente com ônibus mata 46, incluindo 12 crianças, na Bulgária

Ônibus pegou fogo enquanto transportava turistas da Macedônia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Ao menos 46 pessoas, incluindo 12 crianças, morreram na madrugada desta terça-feira (23/11) num acidente de ônibus no oeste da Bulgária, ocorrido por volta das 2h (21h de segunda-feira em Brasília), segundo autoridades locais.

O ônibus colidiu contra uma barreira de proteção ao lado da rodovia e pegou fogo. Não está claro se ele pegou fogo antes da colisão ou depois. O acidente aconteceu a cerca de 40 km ao sul de Sófia e não envolveu outros veículos.

O ônibus tem placas da Macedônia do Norte e transportava sobretudo turistas desse país, que retornavam de uma excursão à Turquia. Autoridades da Macedônia do Norte disseram que um belga e um sérvio também estão entre as vítimas.

Emissora de TV mostra local do acidente. Viatura dos bombeiros parada, carro estacionado atrás e parte do ônibus queimado aparecendo atrás do caminhão dos bombeiros.
(Reprodução)

A imprensa da Bulgária informou que cerca de 50 pessoas estavam a bordo do ônibus, incluindo os dois motoristas. A polícia búlgara disse que o motorista morreu na hora e por isso não pôde abrir a porta do ônibus.

Sete pessoas sobreviveram à tragédia e foram levadas para um hospital com queimaduras. Elas conseguiram escapar do veículo em chamas pelas janelas. Segundo autoridades da Macedônia do Norte, os sobreviventes são todos da mesma família e incluem duas mulheres e cinco homens.

“Uma imagem terrível”

O ministro do Interior da Bulgária, Boyko Rashkov, disse que os corpos das vítimas estão carbonizados. “É uma imagem terrível. Eu nunca havia visto algo assim”, afirmou.

A imprensa da Bulgária noticiou que o ônibus fazia parte de um comboio de veículos e havia parado para abastecer cerca de uma hora antes do acidente num posto de combustíveis perto da capital, Sófia.

O primeiro-ministro da Macedônia do Norte, Zoran Zaev, disse ter falado com um sobrevivente e que, segundo o relato deste, os passageiros estavam dormindo quando foram acordados pelo barulho de uma explosão.

Zaev disse que 12 vítimas têm menos de 18 anos, e as demais são jovens entre 20 e 30 anos. Autoridades da Albânia disseram que os cidadãos da Macedônia do Norte mortos são da minoria étnica albanesa desse país.

Em 2019, a Bulgária registrou a segunda maior taxa de mortes em estradas da União Europeia. Com 7 milhões de habitantes, o país teve um índice de 89 mortes por milhão de habitantes, segundo dados da Comissão Europeia.

Por Deutsche Welle
as/lf (DPA, AFP, Reuters)

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas