Caminhão é encontrado com 39 corpos no Reino Unido

Motorista do caminhão onde estavam corpos foi preso.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Por RTP

(ITV London/Reprodução)


Trinta e nove pessoas foram encontradas mortas na carrosseria de um caminhão no parque industrial de Essex, no Reino Unido. O motorista, um homem de 25 anos da Irlanda do Norte, foi detido por suspeitas de homicídio.

O veículo teria saído da Bulgária e entrado em território britânico no sábado (19).

“É um trágico incidente, em que um grande número de pessoas perdeu a vida”, afirmou o superintendente-chefe da polícia de Essex, Andrew Mariner. “A nossa investigação vai tentar descobrir o que aconteceu”.

As autoridades estão tentando identificar as vítimas, um processo, dizem, que será demorado.

“Pensamos que o caminhão é da Bulgária e entrou em nosso país,em Holyhead, no sábado”, disse Mariner. “Estamos trabalhando na investigação. O motorista do caminhão foi detido pela ligação ao incidente e está sob custódia da polícia, enquanto a é feita”.

Um cordão policial foi instalado no Parque Industrial Waterglade, em Thurrock, que permanece fechado.

Numa primeira reação, o primeiro-minsitro britânico, que está a acompanhar a situação, afirmou que os seus “pensamentos estão em todos os que perderam a vida” e em seus familiares.

Em comunicado, a polícia de Essex esclarece que foram chamados por “colegas do serviço de ambulâncias pouco depois da 1h40 da manhã”, após a descoberta de um caminhão com “pessoas em seu interior no parque industrial de Waterglade”, em Grays.

Os serviços de emergência foram para o local ma,  “infelizmente, 39 pessoas foram encontradas mortas no local”. Entra as vítimas estão 38 adultos e um jovem.
 

*Emissora pública de televisão de Portuga

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas