China confirma mais 98 mortes por causa do Covid-19

Mais de 12 mil pacientes receberam alta desde o início do surto de coronavírus.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Aviões chegam à região mais afetada pelo Covid-19, na China, transportando novos médicos (Li He/Xinhua)


Autoridades sanitárias da China informaram que mais 98 pessoas, a maioria na província de Hubei, morreram por causa do novo coronavírus, nesta segunda-feira (17), fazendo com que o total de mortes no país chegasse a 1.868.

Segundo funcionários da Comissão Nacional de Saúde, havia 1.886 novas infecções e o número de casos em território chinês subiu para 72.436.

O número de novas infecções registradas em um único dia permaneceu abaixo de 2 mil pela primeira vez desde 30 de janeiro.

Alta médica

As autoridades informaram ainda que mais 1.701 pessoas receberam alta de hospitais ontem, fazendo com que o total atingisse 12.552. Elas disseram que mais de mil pessoas haviam recebido alta pelo sexto dia consecutivo e que o tratamento está surtindo efeito.

A imprensa chinesa mencionou uma declaração de Zhong Nanshan, chefe de uma equipe de especialistas formada por autoridades sanitárias do país encarregada de conter o surto. Ele teria dito que ainda não está claro se o surto atingiu o ápice.

De acordo com relatos da imprensa, na segunda-feira, Zhong disse a uma equipe médica durante uma videoconferência que o surto deve atingir o ápice até o final deste mês.

Zhong Nanshan também teria dito que transmissões entre pessoas em Wuhan ainda não acabaram.

https://spagora.com.br/coronavirus-estado-ainda-investiga-2-casos-suspeitos/saude/

Por NHK – Emissora pública de televisão do Japão

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas