Covid-19 exige medidas do Japão para os Jogos Olímpicos

Eventos pré-Olímpicos ainda estão indefinidos no Japão.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio informou  que não deu início a nenhuma discussão a respeito de suspender ou adiar a realização dos eventos devido ao surto do novo coronavírus.

Nessa quarta-feira (26), Toshiro Muto, diretor-geral do comitê, afirmou à imprensa em Tóquio que a primeira medida será a preparação de um ambiente seguro para a realização dos jogos. A declaração foi dada no mesmo dia em que o governo pediu que grandes aglomerações fossem canceladas ou realizadas em menor escala, incluindo eventos esportivos e culturais, por cerca de duas semanas.

Muto afirmou que o comitê vai decidir se realizará ou não os eventos pré-olímpicos programados, após analisar a sua necessidade para os jogos.

Acrescentou que o comitê já definiu diretrizes para que, quando os eventos forem realizados, os participantes saibam que medidas preventivas devem tomar, como por exemplo, lavar as mãos. Produtos desinfetantes serão oferecidos e qualquer pessoa que apresente sintomas tais como febre ou tosse, e ela será aconselhada a não participar dos eventos.

O revezamento da tocha olímpica está marcado para começar no dia 26 de março. A expectativa é de que o evento atraia grande número de espectadores. Muto afirmou que o comitê vai discutir a realização do evento em menor escala, e que deve também implementar medidas para permitir que a passagem da tocha aconteça, ao mesmo tempo em que se tenta conter a disseminação do vírus.

Por NHK – Emissora pública de televisão do Japão

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas