Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Governo da Venezuela suspende companhia aérea TAP

TAP transportou líder da oposição, Juan Guaidó, e a comitiva dele.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Nicolás Maduro durante visita a Rússia (Arquivo/Kremlin/via Fotos Públicas)

O Governo de Nicolás Maduro decidiu nessa segunda-feira (17) suspender, por 90 dias, as operações da companhia aérea portuguesa TAP na Venezuela. Caracas acusa a empresa de ter violado “padrões internacionais” ao permitir, supostamente, o transporte de explosivos, e por ter ocultado a identidade do líder da oposição, Juan Guaidó, em um voo com destino à capital venezuelana.

“Devido às graves irregularidades cometidas no voo TP173 e em conformidade com os regulamentos nacionais da aviação civil, as operações da companhia aérea TAP ficam suspensas por 90 dias”, disse o ministro dos Transportes da Venezuela, Hipólito Abreu, na conta da rede social Twitter.

A companhia aérea afirmou à RTP, emissora pública de TV de Portugal, que “não compreende as razões desta suspensão da operação para a Venezuela por 90 dias, uma vez que cumpre todos os requisitos legais e de segurança exigidos pelas autoridades de ambos os países.” 

As acusações do Governo de Nicolás Maduro surgiram dia 13 de fevereiro, um dia depois de Guaidó ter voltado à Venezuela após uma viagem internacional de três semanas. O presidente da Assembleia Constituinte, Diosdado Cabello, confirmou que as autoridades tinham prendido o tio de Juan Guaidó, que integrava a comitiva do líder da oposição a Maduro, ao chegar ao Aeroporto de Maiquetia, vindo de Lisboa, a bordo de um avião da TAP.

Segundo o Governo venezuelano, Juan Marquez, tio de Guaidó que acompanhava o sobrinho nesse voo, transportou “lanternas de bolso táticas” que escondiam “substâncias químicas explosivas no compartimento da bateria”.

Guaidó e Lisboa repudiam acusações

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó (Arquivo/Agência Brasil)

Cabello acusou ainda o Governo português e a TAP de conivência. As autoridades venezuelanas consideraram que a TAP, nesse voo entre Lisboa e Caracas, violou normas de segurança internacionais, permitindo explosivos, e também ocultou a identidade do autoproclamado Presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, na lista de passageiros, embora a segurança aeroportuária não seja da responsabilidade das companhias transportadoras. 

O Governo português, por meio do ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, repudiou as acusações de Caracas, e que não fazem qualquer sentido. 

Durante viagem à Índia, na sexta-feira (15), o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, foi questionado pelos jornalistas sobre a recente polémica com a Venezuela. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que a posição portuguesa “é conhecida”, defendendo a “serenidade, bom senso e racionalidade”.

O Presidente da República defendeu o diálogo e deu prioridade à realização de eleições presidenciais no país que “legitimem um processo pacífico de evolução futura”.

O Governo português pediu, apesar de tudo, um inquérito para averiguar a veracidade das acusações que envolvem a transportadora aérea portuguesa, dizendo não ter qualquer indício de irregularidades no voo que transportou Marquez e Guaidó. Juan Guaidó reagiu com garantias de que não voltou de forma clandestina à Venezuela, tendo viajado sob o próprio nome. Acusou também o regime de Nicolás Maduro de se expor ao ridículo nas acusações que fez à TAP.

*Com informações da RTP – Emissora Pública de Portugal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest