Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Irmã de Trump diz que ele é “cruel” e “sem princípios”

Gravação escondida foi feita pela sobrinha e entre a um americano.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Maryanne Trump Barry, a irmã mais velha do presidente dos Estados Unidos, afirmou que Donald Trump ”não tem princípios” e lamentou sua ”falta de preparo” para o cargo, segundo gravações obtidas pelo jornal The Washington Post e reveladas neste domingo (23/08).

Maryanne Trump Barry, irmã do presidente americano, Donald Trump

“Tudo o que ele quer é apelar para sua base. Não tem princípios, nenhum”, afirmou a irmã, que tem 83 anos e é aposentada como juíza federal. As gravações foram feitas por Mary L. Trump, a sobrinha do presidente que recentemente publicou o livroToo Much and Never Enough: How My Family Created the World’s Most Dangerous Man (Demais e nunca o suficiente: como minha família criou o homem mais perigoso do mundo, em tradução livre), no qual critica duramente o tio. Obra vendeu quase um milhão de cópias no primeiro dia de vendas.

Mary Trump disse no sábado que fez secretamente as gravações de 15 horas de conversas com sua tia entre 2018 e 2019. 

“Estou falando com muita liberdade, mas você sabe. A mudança de histórias, a falta de preparo, as mentiras”, afirmou a ex-juíza federal, de acordo com os áudios divulgados. “É a falsidade de tudo isto. É a falsidade e esta crueldade. Donald é cruel”, ressaltou a irmã do presidente ao se referir à política de separação de famílias imigrantes que tentavam cruzar a fronteira, medida que o governo suspendeu após as críticas geradas.

Em comunicado o presidente americano minimizou a divulgação dos áudios. “Todos os dias sai algo novo. A quem isso interessa? Sinto falta do meu irmão, e continuarei trabalhando duro pelo povo americano. Nem todo mundo está de acordo, mas o resultado é óbvio. Em breve, nosso país será mais forte do que nunca”, sublinhou o mandatário, que tentará a reeleição no dia 3 de novembro.

Em seu livro, a sobrinha de Trump, Mary, afirma que o presidente dos Estados Unidos pagou a alguém para fazer um exame de admissão universitária em seu lugar. A irmã do bilionário confirma essa informação nas gravações. “Ele entrou na Universidade da Pensilvânia porque mandou alguém fazer os exames”, diy Barry, acrescentando que ela até se lembrava do nome do homem.

Nesta sexta-feira, Donald Trump, de 74 anos, realizou na Casa Branca um funeral para o irmão Robert, que morreu em 15 de agosto em Nova York, e foi descrito pelo presidente como seu melhor amigo. 

MD/efe/lusa/afp/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest