Israel retoma uso de máscaras em locais fechados

Governo de Israel reage ao aumento do número de infecções
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Naftali Bennett, primeiro-ministro de Israel durante reunião de governo (Reprodução)

O governo de Israel anunciou nesta sexta-feira (25/06) que voltou a ser obrigatório o uso de máscaras em locais fechados após um aumento do número de casos de pessoas contaminadas com o novo coronavírus, mesmo com metade da população completamente vacinada.

As autoridades acrescentaram que recomendam o uso também em locais abertos quando houver aglomeração de pessoas.

A regra não vale para a própria residência, para crianças com menos de 7 anos, para pessoas com deficiência e para praticantes de esportes em locais fechados.

Com a campanha de vacinação mais rápida do mundo, o país havia praticamente voltado à normalidade. Mas, desde segunda-feira, as autoridades têm registrado diariamente mais de cem casos, com um pico de 227 infecções na quinta-feira, com a chegada da variante delta.

Israel anunciou também esta semana que vai adiar a decisão sobre a reabertura do território aos turistas por causa das variante delta.

Epidemia em Israel

Mais de 5 milhões de israelenses já foram vacinados com duas doses, numa população total de 9,3 milhões de pessoas.

Israel foi o primeiro país do mundo a derrubar a obrigatoriedade das máscaras ao ar livre, em meados de abril e, desde 15 de junho, uso delas também não era necessário em ambientes fechados, com algumas exceções, como asilos e aviões.

Em janeiro, antes da campanha de vacinação, o pais chegou a registrar mais de 10 mil casos diários.

No total, morreram 6.428 pessoas por covid-19 e foram registrados 840 mil contágios com o novo coronavírus desde o início da epidemia em Israel.

Por Deutsche Welle
as (Lusa, DPA)

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas