Jogadores são primeiros infectados pela ômicron em Portugal

Informação foi confirmada pelo governo português
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Portugal identificou 13 infecções com a nova variante ômicron do coronavírus, comunicou o Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (Insa) nesta segunda-feira (29/11).

Todos os casos estão associados a jogadores do clube de futebol Belenenses, de Lisboa. Um dos casos é de um jogador que recentemente esteve na África do Sul.

“Os testes preliminares efetuados no Insa sugerem, fortemente, que todos os 13 casos associados aos jogadores do Belenenses estejam relacionados com a variante de preocupação ômicron”, afirmou a instituição.

Bandeira mostra brasão e nome do Belenenses
(Belenenses/Reprodução)

O Insa comunicou que todos os infectados estão em quarentena e serão submetidos a novos testes nos próximos dias. Também pessoas que tiveram contato com os jogadores infectados foram postas em quarentena.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou que jogadores do Benfica, que no sábado disputou uma partida contra o Belenenses, também serão testados.

Com a confirmação dos casos, Portugal entrou para a lista de países europeus que já constataram infecções com a variante ômicron, que inclui Alemanha, Bélgica, Reino Unido e Holanda, entre outros.

Possivelmente mais contagiosa, a ômicron foi classificada como “variante de preocupação” pela OMS, que afirmou que a cepa representa um risco global muito alto. Vários países impuseram restrições de viagens devido à nova variante.

“Escândalo”

A partida entre o Benfica e o Belenenses, válido pela Liga Portuguesa, está cercada de polêmica já desde antes da realização por causa das infecções com o novo coronavírus na equipe da freguesia de Santa Maria de Belém.

A partida começou com apenas nove jogadores do Belenenses em campo por causa do surto de coronavírus na equipe. Dois deles eram goleiros (um na sua posição, o outro na defesa). Depois do intervalo retornaram apenas sete jogadores.

O juiz interrompeu o jogo logo no início do segundo tempo, quando o Benfica vencia por 7 a 0, depois de o Belenenses perder mais um jogador (o goleiro que atuava fora de posição se lesionou) e restarem apenas seis em campo.

No Reino Unido, o jornal The Guardian chamou a partida de “farsa”. Na Espanha, o jornal esportivo marca escreveu que o duelo foi “uma vergonha” e que ele não deveria ter sido disputado.

Na Alemanha, o Bild chamou a partida de “escândalo”.

Tanto Benfica e Belenenses comunicaram que se viram obrigados a jogar para não perder de antemão os pontos da partida.

Por Deutsche Welle
as/lf (AFP, OTS)

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *