Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Nova pneumonia já matou 17 pessoas e pode se espalhar

Número de pessoas infectadas passa de 550.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Aumentou para 17 o número de mortes decorrentes da infecção pelo novo tipo de coronavírus detectado na China, confirmaram nesta quarta-feira as autoridades do país. O número de pessoas infectadas passa de 550.

No mesmo dia, a Organização Mundial da Saúde reúne-se para decidir se deve declarar uma “emergência de saúde pública de interesse internacional”. O balanço da progressão do coronavírus foi divulgado pelas autoridades de Wuhan, no centro da China, cidade onde o surto começou, no mês passado. 

A Comissão Nacional de Saúde chinesa já havia alertado, nesta quarta-feira, que o novo tipo de coronavírus poderia “sofrer mutações e espalhar-se mais facilmente”. O fato é que a maioria dos infectados é da província de Hubei, cuja capital é Wuhan – um importante centro de transporte doméstico e internacional – e as autoridades apelaram, esta quarta-feira, às populações que não viajassem para esta cidade chinesa, por se suspeitar ser o ponto originário do vírus.

“Basicamente, não vão para Wuhan. E aqueles que estão em Wuhan, por favor, não saiam da cidade”, afirmou Li Bin, vice-diretor da Comissão Nacional de Saúde da China.
A população residente também foi alertada para evitar multidões e encontros em espaços públicos.

OMS avalia hipótese de “emergência de saúde pública internacional”

As autoridades chinesas confirmaram que a situação no país está na fase “mais crítica” da prevenção e controle. O Comite de Emergência da Organização Mundial de Saúde está reunido em Genebra, na Suíça, para avaliar a situação e a possibilidade de se declarar emergência de saúde pública internacional, assim como para determinar que recomendações podem ser feitas para controlar o coronavírus.

O número de infectados aumentou desde que o novo coronavírus foi detectado, tendo se espalhado por várias províncias chinesas, na Tailândia, no Japão, na Coreia do Sul e em Macau.

Todos os casos, até agora, eram oriundos de Wuhan. Depois de ser confirmado, na terça-feira, o primeiro caso nos Estados Unidos, o novo tipo de pneumonia viral já foi diagnosticado também em Hong Kong. 

No início desta semana, a China confirmou que o vírus se transmitia entre humanos, sobretudo através das vias respiratórias e que pelo menos 15 médicos ficaram infectados após ter contato com doentes. Em coletiva de imprensa, Li Bin confirmou que “já há casos de transmissão e infecção entre seres humanos e funcionários de saúde infectados”.

“As evidências demonstram que a doença foi transmitida por via respiratória e existe a possibilidade de uma mutação do vírus”, explicou ainda.

Embora ainda não tenha sido detectada a fonte de transmissão exata, a Comissão Nacional de Saúde da China diz que há, para além da possibilidade de mutação, “o risco de disseminação da epidemia”.

O coronavírus pode provocar febre, tosse, falta de ar e dificuldades respiratórias, por exemplo. 

Celso Cunha, diretor da unidade de microbiologia médica do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa, explicou na RTP3 que o novo coronavírus é facilmente confundido com uma simples gripe e quais as precauções tomar, numa altura em que há cada vez mais casos de pessoas infectadas.

A OMS estima que “a fonte primária mais provável” de transmissão é animal, tendo os primeiros casos surgido em pessoas que entraram em contato com um mercado de pescado na cidade chinesa de Wuhan.

Por RTP – Emissora Pública de Portugal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest