Sobe para 26 o número de mortes em protestos no Chile

Já são cinco semanas de protesto no Chile.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Colectivo 2+/Carlos Vera M./Fotos Públicas)


Em cinco semanas de protestos, 26 pessoas morreram no Chile. Em várias cidades houve novos registros de incêndios, saques e manifestações.

Até agora, nenhuma medida ou acordo político, conseguiu por fim à violência, e os protestos se intensificaram.

Manifestantes com máscaras atiraram pedras contra a polícia, que respondeu com gás lacrimogênio e canhões de água.

Milhares de pessoas voltaram a se concentrar, ao longo do dia, nesta sexta-feira (22), na Praça Itália, o epicentro das manifestações em Santiago, na quinta “maior marcha do Chile” desde que começou a onda de protestos.

*Com informações da RTP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas