Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Polícia identifica suspeitos de queimadas na Amazônia

Redenção, local onde foi cumprido um dos mandados (Polícia Civil do Pará/via Agência Pará)

A Polícia Civil do Pará identificou três suspeitos de provocar queimadas em área de floresta nativa no sudeste do estado, mas apenas um foi preso até agora. O fazendeiro José Brasil de Oliveira foi encontrado por agentes da Polícia Civil Paraense em Goiás.

José Brasil de Oliveira, preso em Goiás (Polícia Civil do Pará/via Agência Pará)

Durante esta quinta-feira (29), policiais cumpriram vários mandados de busca e apreensão. Além de José Brasil, o irmão dele, Geraldo Daniel de Oliveira, e o gerente de uma das fazendas da família, João Batista Rodrigues Jaime, são procurados pelos policiais.

Os fazendeiros são donos da fazenda Ouro Verde, em São Félix do Xingu. A propriedade fica localizada dentro da Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu, que foi vítima de queimadas recentemente. 

Paulo Henrique Santos Marques estava armado e foi preso em flagrante (Polícia Civil/via Agência Pará)

Segundo a polícia, no local foi encontrado um grupo de trabalhadores em condições análogas à escravidão.

Durante a operação, Paulo Henrique Santos Marques foi preso em flagrante com um revólver calibre 38, sem porte legal, na sede da fazenda, em São Félix do Xingu. O suspeito foi levado para a delegacia.

Os outros dois suspeitos de incendiar a floresta permanecem foragidos. Os três vão responder por danos em área de proteção ambiental, poluição, queimadas e associação criminosa. 

Segundo o diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará, delegado José Humberto Melo, as investigações mostram que o grupo já derrubou e tocou fogo em mais de 5 mil quilômetros de mata. As investigações indicam que um dos suspeitos pode ter contratado mais de 50 homens para derrubar 20 mil hectares na fazenda Ouro Verde, que fica em área de proteção ambiental. 

Foragidos

*atualizado às 22h54

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Fale agora com nossa equipe!
Powered by