Em 24 horas, 700 mil maços de cigarro são apreendidos no Estado

Carregamentos foram apreendidos pela Receita Federal e pela Polícia Rodoviária
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Receita Federal)

A Receita Federal, em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual de São Paulo, apreendeu, nas últimas 24 horas, dois caminhões carregados com cerca de 700 mil maços de cigarros contrabandeados. A operação teve início ontem (14), quando um caminhão que transportava uma carga com 350 mil maços de cigarros foi identificado pela Receita Federal após trabalho de inteligência. A abordagem ocorreu no km 137 da SP-300, que interliga Botucatu e a rodovia Castello Branco.

Hoje (15/4), foi realizada a abordagem do segundo caminhão, no km 63 da Rodovia Castelo Branco (SP-280), região de Itu. A carga também continha 350 mil maços de cigarros contrabandeados. Os maços de cigarro apreendidos estão avaliados em R$ 3,3 milhões.

As mercadorias e os veículos serão apreendidos. Será cobrada multa de R$ 2,00 por maço de cigarro apreendido.

Balanço

(Receita Federal)

Em 2021, a Receita Federal já apreendeu, em rodovias paulistas, 14 caminhões carregados com aproximadamente 5,1 milhões de maços de cigarros contrabandeados, um prejuízo de R$ 25,5 milhões ao crime organizado. Será também efetuado o lançamento de créditos no valor de R$ 10,2 milhões.

A atuação da Receita Federal na repressão ao contrabando e descaminho e tráfico de entorpecentes visa primordialmente a proteção da sociedade, tanto no aspecto relacionado à manutenção dos empregos gerados pela indústria nacional quanto no que diz respeito à proteção da saúde e da vida das pessoas, além de coibir o enriquecimento pelas organizações criminosas.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas