GCM é baleado no rosto ao chegar em casa

Agente que atua em Mauá foi atingido no rosto e está internado
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Um agente da Guarda Civil Municipal de Mauá, na Grande São Paulo, foi baleado por criminosos em uma suposta tentativa de assalto. A Polícia Militar, que chegou a ser acionada, não descarta uma tentativa de execução. 

O guarda foi atacado por volta das nove horas da noite desta terça-feira (9) quando chegava em casa, e toda a ação foi gravada por câmeras de segurança. As imagens mostram o guarda civil em uma motocicleta, aparentemente já sendo seguido por dois bandidos, também em uma moto, até a porta da casa dele, na Vila Feital.

Assim que o Gcm reduziu a velocidade e acionou o controle de abertura do portão automático,  o garupa desceu da outra moto, com uma arma na mão, atirando em direção à vítima. O agente, ainda sobre a motocicleta, desceu a rampa da garagem e o suspeito foi atrás correndo e atirou novamente.

Nas imagens não é possível ver se guarda civil municipal tentou reagir. Em seguida, o criminoso sobiu a rampa correndo e fugiu com o comparsa. A pistola e a motocicleta do GCM não foram levadas. Atingido no rosto, o guarda foi socorrido por colegas da corporação e encaminhado ao Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini.

De acordo com a Guarda Civil Municipal de Mauá, o agente foi submetido a uma cirurgia e permanece internado.O estado de saúde dele é estável.O caso foi registrado no plantão do Primeiro Distrito Policial de Mauá, onde será investigadoOs bandidos ainda não foram identificados  e seguem foragidos.

https://www.youtube.com/watch?v=18EVlxHZxb8

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas