Granadas, armas e munição: ações da PM prendem quatro suspeitos

Flagrantes aconteceram entre sexta-feira e sábado no Estado
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Material foi apreendido (Polícia Militar/Reprodução)

A Polícia Militar apreendeu nos últimos dois dias, em quatro ocorrências diferentes, granadas, armas e munição. Quatro homens acabaram presos em flagrante.

Dois dos casos foram resultado de ações da Polícia Ambiental. A ocorrência que chamou mais atenção aconteceu em Jacareí, após uma denúncia anônima.

A Polícia Ambiental foi até o local, na sexta-feira (21), com a suspeita de que funcionava uma usinagem dentro de um galpão. Ao fazer a revista, encontraram cinco armas, munição e duas granadas. Também havia no galpão carcaças de animais silvestres. O suspeito, responsável pelo local, teria confirmado aos pms que pratica caça ilegal. Ele foi preso em flagrante.

Flagrante de Caça

Material apreendido em Juquiá (Polícia Militar/Reprodução)

A outra ocorrência da Polícia Ambiental foi em Juquiá, região de Registro. Um homem foi preso com várias armas de fogo, munição, rádios comunicadores e diferentes ferramentas usadas para caça. A polícia chegou até o local após receber denúncias anônimas.

O suspeito, preso na última sexta-feira (21), foi levado para a delegacia da cidade e autuado em flagrante.

Saída temporária

Arma tinha numeração raspada, segundo a polícia (Polícia Militar/Reprodução)

Na região de São José dos Campos, um homem, em regime semi-aberto, que havia deixado a prisão em 18 de maio, beneficiado pela saída temporária, foi preso com um revólver. O suspeito estava em um carro que foi abordado na Rodovia Municipal Joel de Paula. Durante a revista ao veículo, os pms localizaram a arma, que tinha numeração raspada, e seis munições. Preso em flagrante, o suspeito perde o direito ao semi-aberto.

Arma à venda

Arma e munição estavam guardadas em um armário (Polícia Militar/Reprodução)

Em Jacareí, policiais descobriram uma pistola, que deveria ser de uso restrito das Forças Armadas, que estava à venda, segundo relatou o suspeito preso. O homem foi parado durante uma abordagem de rotina na Avenida José Teodoro de Siqueira, mas nada de ilícito foi encontrado na revista pessoal e do veículo. Mas durante a conversa com os pms, o suspeito confessou que tinha uma arma em casa e que ela estava à venda.

A pistola 9 milímetros teria sido deixada com ele para venda por parente. Além da arma, guardada em uma gaveta do armário, havia também um carregador e sete munições intactas.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas