Líder do PCC, traficante brasileiro é preso em Assunção

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai prenderam na tarde desta quarta-feira (18), em Assunção, o traficante Eduardo Aparecido de Almeida, de 39 anos, conhecido como Piska.

(SENAD/Divulgação)

Ele estava em uma casa de luxo, com carros importados na garagem e tentou escapar dos agentes.

Segundo o governo Paraguaio, após uma tentativa de fuga, o brasileiro foi preso em uma rua lateral, previamente vigiado pelos agentes. A prisão foi possível graças a troca de informações com a Polícia Federal e a operação que prendeu Eduardo foi comandada pela Procuradora-Geral do país, Lorena Ledesma.

(SENAD/Divulgação)

A casa, de alto padrão, fica no bairro Ykua Satí. Além de Eduardo, outro brasileiro que teria se associado ao traficante, identificado pelas autoridades paraguaias como Ricardo Moraes Alves, e um paraguaio, Carlos Alfredo Mendoza, também foram presos no local. Os agentes encontraram ainda dólares e dinheiro paraguaio.

(SENAD/Divulgação)

Liderança

Eduardo é apontado pelas autoridades paraguaias como o chefe regional do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Paraguai e na Bolívia. A nota divulgada pela Secretaria Antidrogas indica que havia seis mandados de prisão contra o traficante expedidos pela Justiça brasileira por envolvimento em “vários crimes relacionados a tráfico de drogas e armas, associação criminosa, homicídios e sequestros”.

Segundo a Agência Brasil, Eduardo é acusado de ser um dos responsáveis pelo sequestro da mãe do ex-lateral Kléber, em 2006. Na época, o jogador atuava no Santos e também tem passagens pelo Corinthians e pelo Internacional, dentre outros clubes.

O traficante preso vai ser levado de avião para Cidade do Leste, na fronteira com o Brasil, e deve ser expulso do Paraguai. Ao ser entregue às autoridades brasileiras, ainda não se sabe para qual presídio Eduardo será levado.

Casa tinha sistema sofisticado de câmeras (SENAD/Divulgação)

(com informações da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai)

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas