PM prende traficante na Zona Norte de SP

Os policiais militares encontraram grande quantidade de drogas, entre maconha, cocaína, crack e skank.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Um traficante foi preso em flagrante pela PM na noite desta terça-feira(20) na região da Freguesia do Ó na Zona Norte da Capital paulista.

Durante patrulhamento pela Rua Registro, próximo à Avenida João Paulo, Na Vila Bancária Munhoz, os policiais desconfiaram de dois jovens que estavam parados, conversando em uma viela, local já conhecido como um ponto de venda drogas.

Os policiais militares encontraram grande quantidade de drogas, entre maconha, cocaína, crack e skank(Reprodução/Jovem Pan)

Os militares resolveram fazer a abordagem, mas os suspeitos correram para o interior da favela assim que perceberam a aproximação da viatura. Um dos rapazes conseguiu escapar, mas o outro foi alcançado e detido dentro de uma casa.

Em vistoria no local, a equipe encontrou grande quantidade de drogas, entre maconha, cocaína, crack e skank. 435 porções de maconha e mais um tijolo da droga, 1.200 eppendorfs de cocaína, 521 pedras de crack e 115 porções skank. Também havia 133 comprimidos de ecstasy e 77 frascos de lança-perfume, além de mil reais, dinheiro proveniente, possivelmente, da venda do entorpecente.

O criminoso, identificado como sendo William Dias de Oliveira, de 24 anos, até então, sem antecedentes criminais, foi conduzido ao 13º Distrito Policial da Casa Verde e autuado em flagrante por tráfico de drogas.

*Com informações do repórter Paulo Édson Fiore, da rádio Jovem Pan.
Veja esta e outras notícias no canal do Youtube do repórter Paulo Édson Fiore, da rádio Jovem Pan.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas