Recompensa de R$ 5 mil por informações sobre morte de PM

O PM Rodrigo Limeira Gregori, de 32 anos, foi morto durante assalto.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Douglas Corrêa/Agência Brasil

Rodrigo estava na corporação desde 2013 e foi morto ao ser reconhecido como policial durante assalto (Reprodução)

O Disque Denúncia divulgou neste sábado (15) a oferta de uma recompensa de R$ 5 mil por informações que levem à identificação e localização dos envolvidos na morte do soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro Rodrigo Limeira Gregori, de 32 anos. A vítima é o 71º policial militar morto no estado desde o início do ano.

Lotado no Batalhão de Choque e na corporação desde 2013, o soldado foi assassinado após ser reconhecido como policial pelos criminosos que acharam a arma do militar na cintura. Os bandidos tentavam assaltar uma barbearia em Vicente de Carvalho, zona norte do Rio, na tarde de sexta-feira (14). O policial militar chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu aos ferimentos. O militar foi morto com oito tiros.

Informações

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos assassinos do agente de segurança, pode entrar em contato com o Disque Denúncia pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo Facebook (inbox); pelo telefone do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia. O anonimato é garantido.

Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas ao Grupo de Ação Conjunta, formado pelo Núcleo de Investigação de Morte de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (NIMP) e pelo Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PMERJ (GPRI), encarregado do caso.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas