Soldado da Força Aérea é encontrado morto

Soldado apresentava um tiro na boca; caso é investigado

O soldado da Força Aérea Brasileira (FAB) Gustavo Henrique Souza Gomes foi encontrado morto nesta sexta-feira, 4, na guarita da Comissão de Aeroporto da Região Amazônica (Comara) na Base Aérea de Manaus, Aeroporto de Ponta Pelada, na Avenida Rodrigo Otávio, bairro Crespo, zona Sul da capital.

Segundo informações do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o sentinela teria sido atingido na boca por um disparo de arma de fogo. A polícia deve seguir duas linhas investigativas; disparo acidental durante manuseio de arma ou foi morto por outro militar da Base Aérea.

Gustavo Gomes foi levado para a unidade hospitalar da Aeronáutica onde passou por atendimento, mas morreu logo após os primeiros socorros.

Gustavo Henrique Souza Gomes, usando farda, e boné na cabeça, segura o celular com a mão direita próximo ao rosto enquanto olha para o aparelho.
Gustavo Henrique Souza Gomes, foi encontrado na Base Aérea de Manaus (Rede Social/via Agência Cenarium)

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Profissionais do Departamento Técnico Científico (DPTC) periciaram o local acompanhados de militares da FAB.

Posicionamento

O Comando da Aeronáutica divulgou uma nota em relação ao ocorrido lamentando a morte do militar e está prestando todo apoio aos familiares, porém, mais detalhes sobre o caso não foram repassados.

“A Força Aérea Brasileira (FAB) lamenta informar o falecimento do soldado Gustavo Henrique de Souza Gomes, ocorrido na manhã do dia 4 de fevereiro de 2022, nas instalações do destacamento de apoio à COMARA (DACO-MN), em Manaus, em virtude de um disparo de arma de fogo durante os procedimentos preparativos para serviço de sentinela. Informamos que está sendo prestado todo o apoio à família do militar e as investigações para a apuração do ocorrido encontram-se em andamento”, informou a nota.

A REVISTA CENARIUM tentou entrar em contato com a família, mas não conseguiu estabelecer contato. Ainda não há informações sobre onde será realizado o velório e o sepultamento do militar. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investigará o caso.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.