Terrorista foragido da Espanha é preso em São Paulo

Autor de atentado em Madri vivia com identidade falsa.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Foi preso, em São Paulo, o espanhol Carlos García Juliá, condenado a 193 anos de prisão na Espanha. Ele foi acusado de ser um dos autores de um atentado a um escritório de advocacia em Madri, em 1977.

Juliá é considerado um terrorista de direita. Ele tem hoje 65 anos e, segundo apurou a Agência EFE, praticou o crime quando tinha 24 anos.



Junto com José Fernández Cerra, Juliá assassinou cinco pessoas antes de fugir para o Brasil. Ele vivia no país com identidade falsa.

A Polícia Federal e a Interpol devem falar sobre a prisão em uma entrevista coletiva nesta sexta-feira (6).

*com informações da Agência Brasil e fonte da Agência EFE

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas