Três suspeitos de participar de ataques em Fortaleza estão presos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Mais dois homens foram presos por suspeita de participação em ataques a ônibus e prédios públicos que ocorre desde a noite de sexta-feira (27) em Fortaleza, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará.

Os homens foram identificados como Pedro Henrique Mesquita de Sousa, de 27 anos, e Oderison dos Anjos Oliveira, de 19 anos. Ambos já tinham passagem pela polícia. Não ficou esclarecida qual a participação deles nos ataques.

Sábado (28), a polícia prendeu um outro suspeito, dessa vez em flagrante. Gean Patrick Aguiar Lima, de 19 anos, foi capturado portando um galão de gasolina. Em uma outra ocorrência, um casal foi preso sob suspeita de também participar dos ataques, mas foi liberado em seguida, informou a secretaria.

Desde a noite de sexta (27), 11 ônibus e uma agência bancária foram incendiados. Também foram registrados disparos de armas de fogo contra uma agência dos Correios e ataques a unidades do Detran no estado. Coquetéis molov foram arremessados contra prédios da prefeitura de Fortaleza.

Segundo o secretário de Segurança Pública do Ceará, André Costa, os ataques seriam uma represália contra a morte de três criminosos em uma troca de tiros com a Polícia Militar na quinta-feira (26) num município próximo a Fortaleza.

À Agência Brasil, Costa informou que não há registro de nenhuma pessoa ferida durante os ataques, e que a tendência é que a situação se normalize. Nenhum ataque a coletivos ou prédios públicos ocorreu neste domingo, segundo a secretaria. O policiamento ostensivo segue reforçado, com o uso de agentes especializados e um helicóptero.

(Felipe Pontes/Agência Brasil)

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas