Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Vídeo mostra empresário de Alphaville desacatando PMs

"Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um bosta".
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Polícia Militar foi acionada para atender ocorrência de violência contra mulher; ao chegar no local, empresário resistiu à prisão e humilhou policiais

Empresário humilhou PMs em Alphaville | Foto: Reprodução/Facebook/YouTube

O empresário Ivan Storel, 49 anos, foi detido na tarde desta sexta-feira (29/5), depois de a polícia ter sido acionada para atender um caso de violência contra mulher em Alphaville, bairro rico em Santana do Parnaíba, região metropolitana de São Paulo. Quando a Polícia Militar chegou no local, o homem resistiu à prisão e humilhou os policiais que foram atender a ocorrência.

“Você é um bosta. É um merda de um PM que ganha mil reais por mês, eu ganho 300 mil reais por mês. Quero que você se foda, seu lixo do caralho”, disse o empresário. Em seguida, após supostamente falar no telefone, ele continua: “Você não me conhece. Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um bosta. Aqui é Alphaville, mano”. 

Entre insultos e xingamentos, Storel proíbe a aproximação do policial com ameaças. “Não pisa na minha calçada, não pisa na minha rua. Eu vou te chutar na cara, filho da puta”. No vídeo, os PMs não esboçam qualquer reação.

Vídeo mostra reação de empresário diante de PMS (Ponte Jornalismo/Reprodução)

De acordo com informações policiais, a esposa do empresário ligou para a Polícia Militar por causa de uma briga entre eles, com possível agressão ou ameaça. Um policial militar homem e uma mulher foram mandados para atender a ocorrência.

Chegando no local, o empresário teria se recusado a falar com os policiais e, então, começaram os xingamentos. O PM pediu para a companheira de viatura filmar as agressões verbais por parte de Storel e solicitou apoio do Comando de Grupo Patrulha. 

Quando os outros carros da Polícia Militar chegaram, prenderam o empresário a força e o conduziram para a Delegacia de Defesa da Mulher de Santana de Parnaíba, onde houve registro de dois boletins de ocorrência. Em um, os PMs apresentaram como resistência e desacato. No outro, a mulher não quis dar continuidade no registro de ameaça e injúria.

Na delegacia, a mulher confirmou ser casada com o empresário e ter dois filhos com ele. Para Polícia Civil, ela disse que o marido estava agressivo e chamando-a de “idiota, vagabundo, puta”, entre outras coisas, mas não quis dar continuidade à denúncia.

Já Storel disse aos policiais civis que teve um desentendimento com a mulher, mas negou ter ameaçado ou agredido. Com relação aos xingamentos contra os PMs, o empresário disse na delegacia que estava muito nervoso e não se lembra de nada.

Depois do registro do boletim de ocorrência, o empresário foi liberado para voltar para casa. A reportagem entrou em contato com Storel, que disse estar abalado psicologicamente e, por isso, não vai se manifestar.

Por Maria Teresa Cruz – Repórter da Ponte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest