Cidade terá 2,6 mil ônibus elétricos até 2024

Programa de Metas da Prefeitura prevê que 20% da frota seja composta por ônibus elétricos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, afirmou que o sistema de transporte público terá até 2024, cerca de 2600 veículos elétricos. Esta afirmação foi feita hoje durante a apresentação de um novo ônibus elétrico que será testado nas ruas da Capital. Esta é mais uma medida para reduzir a emissão de poluentes cumprindo o Programa de Metas, beneficiando não apenas os passageiros, mas toda a população ao propiciar um ar mais limpo.

O Programa de Metas da Prefeitura prevê que 20% da frota seja composta por ônibus elétricos até o fim de 2024, como parte das ações municipais para cumprimento da Lei de Mudanças Climáticas, que prevê a redução da emissão de gás carbônico fóssil em 50% até 2028 e a erradicação deste tipo de poluente até 2038. Segundo Ricardo Nunes, 20% da frota será de ônibus elétricos, avançando desta forma, na direção da redução dos gases do efeito estufa e cumprindo parte do que é previsto ao longo dos contratos com as empresas de ônibus que operam na capital.

ônibus elétrico estacionado com a porta aberta
(Edson Lopes Jr./Pref. de São Paulo)

“Hoje temos 18 ônibus e acredito que atingiremos nossa meta, mesmo porque, conforme previsto nos contratos de concessão, cerca de mil veículos são substituídos naturalmente, e agora deverão ser trocados por modelos movidos a bateria”, explicou o prefeito

Para que as concessionárias consigam adquirir os veículos nesse, a Administração Municipal discute muitas alternativas. “Questão do leasing está aventada como outras opções. Por enquanto, não risco de atraso de ter os 2600, pois a meta contratual não pode ser desconsiderada, disse o diretor de Operações da SPTrans, Wagner Chagas Alves.


Novo modelo

O novo ônibus elétrico apresentado hoje, um Azure A12 BR, é fabricado pela chinesa Higer Bus, e totalmente movido a baterias, o que significa que não emite qualquer tipo de poluentes durante sua circulação e será testado pela primeira vez no Brasil. Entre seus diferenciais está o fato de ser totalmente piso baixo, facilitando a locomoção de pessoas com mobilidade reduzida como idosos e pessoas com deficiência.

O modelo já vem equipado com ar-condicionado, carregadores USB para os passageiros e possibilidade de conexão à internet por meio de WiFi. São 12,2 metros de comprimento, suspensão a ar e capacidade de transportar até 70 passageiros, no total, entre em pé e sentados. O veículo segue o chamado “padrão SPTrans”, sendo usado ou baseando as exigências de diversas cidades brasileiras.

Os testes serão administrados pela SPTrans, que irá realizar uma avaliação de desempenho nos próximos dias e verificar se o ônibus está tecnicamente adequado a operar nas ruas de São Paulo. Após a conclusão deste período, que deve durar cerca de 15 dias, o coletivo será encaminhado para três viações da cidade: a Transwolff, que opera na Zona Sul, a Sambaíba, da Zona Norte e a Metrópole, na Zona Leste, e deve ficar dois meses em cada, totalizando seis meses de testes na capital.

A ação é possível graças a participação de São Paulo na C40 Cities, grupo de lideranças climáticas das cidades e está inserida na iniciativa ZEBRA (Acelerador de implantação rápida de ônibus de emissão zero, na sigla em inglês), que visa apoiar cidades latino-americanas no processo de transição para tecnologia zero emissões – mesa redonda de negócios e indústria, do ICCT (Conselho Internacional de Transporte Limpo).

“Esse evento é muito importante para nós porque é um começo não só no Brasil como na América Latina. Já começamos no mais importante e principal player com relação à mobilidade no Brasil. Teremos condições de atender as necessidades da capital nos próximos anos”, afirmou o diretor da Higer Bus Company para América do Sul, Marcelo Barella.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *