Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Combustível: Ipem Encontra Irregularidades em Mais da Metade dos Postos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Nesta sexta-feira (15), o IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia do Governo do Estado que tem como finalidade proteger o consumidor, participou de blitz em postos de combustíveis na capital com o Procon e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Foram verificados 17 postos de combustíveis e as equipes de fiscalização do IPEM-SP encontraram irregularidades em 9 (53%). Ao todo, foram analisadas 283 bombas, com 23 reprovadas (8%). Também apreendidas 7 placas das bombas de combustíveis e 2 pulsers para análise em laboratório com indícios de fraude.

Veja aqui a tabela com as irregularidades encontradas pelas equipes do IPEM-SP e quais os postos. Os postos com irregularidades terão dez dias para apresentar defesa junto ao instituto. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

A fiscalização do IPEM-SP

Diariamente, as equipes de fiscalização do IPEM-SP verificam as bombas dos postos de combustíveis dos municípios do Estado de São Paulo por meio das suas 14 regionais no interior, litoral e Grande São Paulo e mais quatro nas regiões norte, sul, leste e oeste da capital.

De janeiro até maio de 2018, o IPEM-SP fiscalizou 3.835 postos de combustíveis no Estado de São Paulo. Foram verificadas 44.992 bombas de combustíveis com 2.737 reprovações.

No combate às fraudes metrológicas, o IPEM-SP criou a Operação Especial “Olhos de Lince”. Em 2018, de janeiro a maio, as equipes do instituto fiscalizaram no Estado de São Paulo, durante a operação especial, 197 postos de combustíveis, verificaram 2.785 bombas e 289 foram reprovadas. No total, ocorreu a apreensão de 51 placas e 29 pulsers.

Para fechar ainda mais o cerco contra os fraudadores, a instituição integrou-se à ação do governo do Estado, denominada “De Olho na Bomba”, que visa o combate de fraudes em combustíveis e a sonegação fiscal.

Também integram esta ação, o Procon, Secretaria Estadual da Fazenda, ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), por meio do seu escritório regional, Polícia Civil e, no caso da capital, a Prefeitura de São Paulo.

Quando encontradas fraudes nas bombas de combustíveis, o material coletado é periciado em laboratório do instituto com emissão de laudo.

Além de autuar o estabelecimento, o IPEM-SP apura a responsabilidade da oficina encarregada da manutenção das bombas de combustíveis. Caso seja comprovada a participação da oficina na fraude, é revogada sua autorização de manutenção de bombas de combustíveis.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest