Conselheiros vão acompanhar volta às aulas em fevereiro

Aulas serão retomadas, de forma parcial, dia 15 de fevereiro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), irá reunir um grupo de especialistas de várias áreas para formar um grupo de conselheiros que irá acompanhar a retomada das aulas presenciais na capital, em 15 de fevereiro, com 35% dos estudantes.

A adesão às atividades presenciais é facultativa aos estudantes, sendo que aqueles que as famílias optarem pelo ensino remoto deverão realizar as atividades de caráter obrigatório por meio da plataforma Google Classroom ou de outros meios de disponibilização das atividades, inclusive material impresso a ser retirado pelos responsáveis, conforme organização da escola.

Além de representantes da educação, o núcleo de conselheiros contará com pediatras, infectologistas e psicólogos para debater e criar instrumentos de acolhimento aos pais, responsáveis e educadores.

Preparação das escolas

A Prefeitura de São Paulo já se preparava para um retorno diferente e por isso investiu quase R$1,7 bilhão ao longo de 2020 na compra de equipamentos, reforma e manutenção das escolas, compra de equipamentos, ampliação da banda larga, na compra e distribuição de 465 mil tablets no valor de R$437 milhões, aquisição de livros didáticos e na entrega de cartões alimentação para 1 milhão de alunos. 

Um terço das unidades foram reformadas, com um investimento de R$ 274 milhões em 552 escolas e repassados R$297 milhões através Programa de Transferência de Recursos Financeiros (PTRF) para que as unidades realizassem o necessário para o retorno. 

Também foram adquiridos 760 mil kits de higiene (sabonete líquido, copo e nécessaire), 2,4 milhões de máscaras de tecido, 6,2 mil termômetros digitais e 75 mil protetores faciais que serão destinados a alunos e servidores, com investimento total de cerca de R$ 20 milhões. 

A pasta firmou uma parceria que realizará vistoria nas escolas municipais. Foi criado um check-list que será vistoriado por técnicos de saúde, que darão um parecer positivo ou não para  a reabertura da unidade de ensino. 

Por Pref. de SP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas