Depois de chuva forte, veja previsão dos meteorologistas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Após 46 dias sem registro de índices expressivos de chuva, a capital paulista amanheceu hoje (31) com forte tempestade. O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo informou que as chuvas começaram na noite de segunda-feira (30), na zona sul da capital, e na parte de manhã espalharam-se pela cidade acumulando uma média pluviométrica de 8,6 milímetros (mm).

O último registro expressivo de chuva na capital ocorreu em 13 de junho, quando houve um acumulado de 8,4 mm. Até hoje só foram registradas garoas que totalizaram 0,16mm.

Para amanhã, a previsão é de chuva fraca na cidade, com condições de chuvas isoladas nos próximos dias.

Segundo o meteorologista Michael Pantera, do CGE, períodos longos sem chuva durante o inverno são comuns devido a um fenômeno conhecido como “bloqueio atmosférico. “Consiste em uma massa de ar seco que ganha força e dificulta a passagem dos sistemas frontais pelo litoral paulista. Dessa forma, é usual que ocorram eventos de estiagem prolongada até que uma frente fria forte o suficiente rompa este bloqueio”, explicou.

O CGE registrou o maior período de estiagem na capital paulista em 2012, quando houve 62 dias de seca.

Reservatórios

Sistema Cantareira
Sabesp diz que falta de chuva reduziu para 39,6% capacidade do Sistema Cantareira (Sabesp/Divulgação)

A escassez de chuvas reduziu a capacidade do Sistema Cantareira para 39,6%, de acordo com o boletim da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O sistema é responsável por 47% do abastecimento da capital.

Em maio de 2014, o nível chegou a ficar abaixo de 10%, quando a Sabesp utilizou a reserva técnica de água (chamada volume morte) para abastecimento.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas