Ecovias passa a aceitar cartões de crédito e débito no pagamento de pedágio

Recurso já disponível em outras unidades do Grupo EcoRodovias, dispensa uso de senhas e qualquer contato com o dinheiro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
O novo meio de pagamento é também uma forma segura de diminuir os riscos de transmissão da Covid-19 (Divulgação)

Os usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), administrado pela Ecovias, e do Corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, operado pela Ecopistas, já podem contar com um novo e seguro meio de pagamento das tarifas nas praças de pedágios. Trata-se da tecnologia Near Field Communication (NFC) que, sem a utilização de senhas, permite que pagamentos menores de R$ 50,00 sejam realizados por meio da troca de informações entre dispositivos compatíveis, ou seja, que possuem os sensores NFC, como cartões de débito e crédito e até em relógios e pulseiras, sem qualquer custo adicional ao motorista.

A solução, ainda inédita nos pedágios do estado, acaba de ser autorizada, em caráter de teste, pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) e é amplamente utilizada no comércio.

O novo recurso está disponível somente aos dispositivos que também possuem essa tecnologia e funcionará da seguinte maneira: Ao passar pelas cabines identificadas com o símbolo universal de aproximação (semelhante ao sinal de internet wi-fi), que também deve constar no dispositivo pagador, o operador de pedágio irá digitar o valor a ser pago e o motorista vai apenas aproximar o seu cartão da máquina de débito e crédito. O NFC transmite uma espécie de código que somente a maquininha e o cartão têm acesso e conclui a operação.

Em meio à pandemia de coronavírus, o novo meio de pagamento é também uma forma segura de diminuir os riscos de transmissão da Covid-19, já que não há contato físico entre o operador da cabine e o motorista. Basta aproximar o cartão ou dispositivo ao Leitor para um atendimento Semiautomático e realizar o pagamento da tarifa. Dentre os outros benefícios da nova tecnologia, está a redução de circulação de dinheiro em espécie nas cabines.

No Grupo EcoRodovias, o pagamento por meio de cartão de débito e crédito e também pela tecnologia NFC já estava disponível nas unidades Eco101, Eco050, Eco135, Ecovia, Ecocataratas e Ecosul que atuam nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. O novo recurso também passou a ser usado esta semana na na Ecoponte, que administra a Ponte Rio-Niteroi, no Rio de Janeiro.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas