Escolas municipais da Capital podem receber todos os alunos

Participação presencial dos alunos, no entanto, segue facultativa nas escolas municipais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Rovena Rosa/Agência Brasil)

As escolas municipais da capital paulista já podem receber 100% dos estudantes, ou seja, a partir de hoje (25) o rodízio entre os alunos no atendimento presencial nas escolas terminou. Agora, as unidades de ensino fundamental e médio poderão receber os alunos sem a necessidade de distanciamento.

A participação presencial nas atividades, no entanto, segue facultativa às famílias, de acordo com a Lei 17.437, de 12 de agosto de 2020. A medida foi baseada nas orientações dos órgãos de saúde.

“Desde o início nós seguimos as orientações da saúde e da vigilância sanitária, tanto para o fechamento quanto reabertura das escolas. Neste momento, a área da Saúde diz que todos os alunos podem ser atendidos todos os dias”, disse o secretário municipal de Educação Fernando Padula, no anúncio feito semana passada. As escolas terão 10 dias para se adaptar, assim como para contactar e orientar as famílias.

Como a participação nas atividades presenciais ainda está a critério dos pais e responsáveis, quem optar por manter a criança ou adolescente no sistema remoto deve assinar um termo de responsabilidade e se comprometer a retirar as atividades na escola e participação nas aulas remotas.

Escolas abertas

Na rede municipal, as unidades foram reabertas em 15 de fevereiro, com limite de capacidade de até 35% dos estudantes, em formato de rodízio. Para a educação infantil também havia o limite de até 35%, porém sem rodízio.

Em 17 de março, por conta da piora da pandemia na cidade de São Paulo, a Secretaria Municipal de Educação adiantou o recesso do mês de julho. As atividades foram retomadas em 12 de abril, ainda com até 35% dos estudantes, em formato de rodízio.

Em 8 de setembro, os Centros de Educação Infantil retomaram o atendimento a 100% das crianças, sem rodízio, também sem a obrigatoriedade de presença.

Por Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas