Festa é interrompida e estabelecimento é multado em R$ 120 mil

No local, cerca de 30 jovens estavam aglomerados
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A ação da força-tarefa de fiscalização às regras sanitárias fechou mais uma festa clandestina na noite de ontem (8), na região da Penha, Zona Leste de São Paulo. Após denúncia, agentes das duas Polícias, da GCM e fiscais do Procon e Vigilância Sanitária seguiram para a esquina entre as Ruas Amorim Diniz e Osvaldo Sobreira, próximo à Avenida Governador Carvalho Pinto, na Vila Santo Antônio.

Eles encontraram 36 clientes, 15 deles sem a máscara de proteção. Havia outros jovens, mas, com a chegada dos policiais, eles conseguiram fugir pelos fundos do estabelecimento.

Os frequentadores estavam consumindo bebidas alcoólicas e fumando narguilé aglomerados em ambiente de pouca ventilação, violando às regras da fase emergencial do Plano São Paulo, em vigor em todo o Estado. A casa foi autuada em cerca de 120 mil reais e interditada.

Para evitar novas aglomerações, os jovens foram liberados após a consulta de antecedentes criminais. O proprietário da casa e os funcionários compareceram ao Departamento de Polícia e Proteção à Cidadania, no Centro, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado.

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas