Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Governo de SP irá usar drones em substituição aos helicópteros Águia da PM

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Drone que será utilizado pelo governo de São Paulo em protestos e salvamentos(Foto:Divulgação/Polícia Militar)

O governo do estado de São Paulo irá adquirir 208 drones com transmissão em tempo real até o final do ano, anunciou o governador João Doria nesta sexta-feira (12), em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

O objetivo é usar os drones em grandes eventos, protestos, reintegrações de posse, incêndios, monitoramento de áreas de risco e em salvamentos aquáticos.

O governador João Doria disse que os drones serão usados “com toda a segurança e dispensando o uso do [helicóptero] Águia, que fica preservado para outras utilizações, já que com imagens substituem as aeronaves”. Ainda segundo Doria, o uso dos drones para a captação de imagens sai 100 vezes mais barato que os helicópteros. Hoje, a polícia tem 25 helicópteros Águia.

As polícias de São Paulo já contam com cerca de 40 drones. Em 2018, na represa da Guarapiranga, um homem que estava praticando windsurf e se afogou foi salvo por um drone que carregou uma boia até ele.

Serão adquiridos dois tipos de drone. O mais básico, de pequeno porte, tem autonomia de 20 minutos e pesa até 1 kg. Já o avançado atinge 120 metros de altura, equivalente a um prédio de 40 andares, tem autonomia de 40 minutos e pesa 5 kg.

O secretário de Segurança Pública, general João Camilo Campos, disse que os novos drones serão importantes para “tomadas de decisões”. “O que nos interessa são as imagens em tempo real”, disse o secretário.

Corujão da Saúde

Doria também anunciou uma ampliação do programa Corujão da Saúde, que irá para a Baixada Santista, Presidente Prudente, Bauru e São José do Rio Preto. Uma publicação no Diário Oficial desta sexta traz o chamamento para os hospitais privados que querem participar do programa.

Estas são as chamadas “cidades sede”. Contando com o entorno destes municípios, o programa vai para 224 cidades do interior do estado.

“A meta é acabar a demanda reprimida para exames de imagem, sobretudo endoscopia, mamografia e ultrassonografia”, disse o governador.

O governo também anunciou que será realizado um “mutirão da catarata” a partir de 2 de maio em todo o estado. Segundo o secretário da Saúde, José Henrique Hermann, serão feitas 6387 cirurgias em pacientes já diagnosticados.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest