Gripe dispara e Capital destina parte de hospital para atender pacientes

Capital tem 46 pessoas internadas com sintomas gripais

A Prefeitura de São Paulo está concentrando os pacientes com sintomas gripais no Hospital Municipal da Brasilândia. A medida, iniciada no último sábado (18), foi tomada por causa do aumento no número de pessoas com sintomas respiratórios.

“A estratégia da gestão municipal é concentrar os pacientes em uma unidade para o devido acompanhamento e também realizar o painel viral das pessoas internadas, contribuindo para a identificação da cepa viral de influenza, entre outros vírus, que circulam na capital”, esclarece o município, em nota.  

A Capital registrou um salto no número de casos este mês. Para efeito de comparação, em novembro foram registrados 111.949 atendimentos de pessoas com sintomas gripais, sendo 56.220 suspeitos de Covid-19.

Fachada do hospital da brasilândia. Arquitetura feita em concreto, com fachada de vidro. Jardim na parte da frente.
(pref. de São Paulo

Já em dezembro, em apenas 15 dias, foram 91.882 atendimentos a pessoas com quadro respiratório, sendo 45.325 suspeitos de Covid-19.

“Os nossos especialistas já identificam diferentes agentes infecciosos e precisamos garantir o melhor atendimento aos usuários dos serviços”, ressalta Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde.

Neste momento, segundo a Prefeitura, 46 pacientes estão internados por problemas respiratórios, sendo 16 em UTI.

O hospital da Brasilândia conta com 406 leitos, dos quais 258 serão destinados aos pacientes com Srag, sendo 158 de enfermaria e 100 de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.